Autopublicação n.º 3566426

Informações Básicas

Código3566426
Cód. de Registro de Informação (e-Sfinge)Não configurado
Publicação
SituaçãoPublicado
EntidadePrefeitura municipal de Rio do Campo
UsuárioVania Fabiane Kohut Baldo
Data e Horário de Publicação26/01/2022 20:56
CategoriaOutras publicações
TítuloEDITAL SELETIVO RIO DO CAMPO 5 RETIFICACAO
Arquivo Fonte1643241340_edital_seletivo_rio_do_campo_final_5_retificao.pdf
Assinatura DigitalVANIA FABIANE KOHUT BALDO:06367299904:Icp-Brasil
Conteúdo

EDITAL Nº 004/2021 DE PROCESSO SELETIVO

Retificado

Abre inscrições e define normas para o Processo Seletivo, destinado a provimento vagas temporárias do quadro de pessoal da Prefeitura Municipal de Rio do Campo, Santa Catarina e dá outras providências.

O Senhor Vidal Balak, Prefeito de Rio do Campo, no uso de suas atribuições legais, torna público a realização, de Processo Seletivo, para provimento de vagas TEMPORÁRIAS e de excepcional interesse público do Quadro de Pessoal da Administração Direta do Município de Rio do Campo, especificamente da Secretaria de Educação, que será regido pela legislação em vigor e pelas normas estabelecidas no presente edital.

  • 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
    • 1.1. O Processo Seletivo será executado sob a responsabilidade do Centro de Estudos UNIASE, localizado na Rua Coronel Feddersen, 1587, Sala 301- terceiro piso, centro, município de Taió – CEP 89.190-000, Estado de Santa Catarina, tel./fax (47) 3562-2000, endereço eletrônico: https://portal.uniaseconcursos.com.br/; e-mail: candidato @uniase.com.br.
    • 1.2. A definição dos tipos de prova, quantidade de questões, dados de remuneração, carga horária e requisitos necessários e a fiscalização e supervisão do Processo Seletivo são de atribuiçãos da Administração Municipal Secretaria de Educação conforme termo de referência do Edital de licitação.
    • 1.3. A realização do certame seguirá as datas e prazos previstos de acordo com o cronograma que consta divulgado no anexo I deste edital.
    • 1.4. As publicações serão realizadas após às 17 horas da data prevista, cabendo ao candidato a responsabilidade de acompanhar as publicações.
    • 1.5. Os prazos recursais abrirão sempre no horário em que for divulgado o ato até as 17 horas data final estipulada no cronograma.
    • 1.6. O cronograma é uma previsão e poderá sofrer alterações, inclusive na data de realização das provas, dependendo do número de inscritos, do número de recursos, de intempéries, determinação de prevenção ao COVID-19 e por decisão da Secretaria de Educação e da Comissão do Centro de Estudos UNIASE, sendo de responsabilidade do candidato acompanhar suas alterações nos meios de divulgação do certame.
    • 1.7. O Edital do Processo Seletivo, os demais comunicados e avisos aos candidatos, à relação de inscritos, os gabaritos e provas, os julgamentos realizados, convocações para provas e todos os demais atos do Processo Seletivo, serão publicados no site oficial do Processo Seletivo na Internet: https://portal.uniaseconcursos.com.br/.
    • 1.8. O Edital do Processo Seletivo também será publicado no site da Prefeitura Municipal de Rio do Campo na Internet: https://riodocampo.atende.net, bem como será afixado na sede da Secretaria de Educação de Rio do Campo/SC.
    • 1.9. Qualquer cidadão é parte legítima para impugnar o teor deste Edital e o prazo para encaminhamento de impugnações será de 48 (quarenta e oito) horas, imediatamente posteriores à data de publicação deste Edital, somente através do e-mail concursos@uniase.com.br.
    • 1.10. Cabe ao interessado informar especificamente o (s) item(ns) objeto de impugnação, bem como a respectiva motivação, não cabendo recurso administrativo contra decisão da impugnação.
    • 1.11. É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar as publicações, comunicados, mensagens eletrônicas (e-mails) e demais documentos divulgados e/ou enviados referentes ao presente Processo Seletivo.
    • 1.12. O prazo de validade do Processo Seletivo é de 1 (um) ano letivo, contados da publicação do ato de homologação do resultado final do presente edital. A interesse e necessidade do município podendo ser prorrogado por mais um ano.
    • 1.13. Os aprovados serão contratos com contrato por prazo determinado de acordo com a LEI Nº 1984, DE 30 DE JUNHO DE 2014.
    • 1.14. A inscrição do candidato implicará no conhecimento e na aceitação irrestrita das instruções e das condições do Processo Seletivo, tais como se acham estabelecidas neste edital, bem como em eventuais
    • aditamentos, comunicações, instruções e convocações, relativas ao certame, que passarão a fazer parte do instrumento convocatório como se nele estivesse transcrito e acerca dos quais não poderá o candidato alegar desconhecimento.

  • 2. DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA INVESTIDURA NOS CARGOS NO MOMENTO DA CONTRATAÇÃO.
    • 2.1. São requisitos básicos para investidura nos cargos a que se refere o presente Processo Seletivo:
  • a) Ser brasileiro, estrangeiro naturalizado ou gozar das prerrogativas do Decreto Federal 70.436/72.
  • b) Ser aprovado neste Processo Seletivo;
  • c) Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos
  • d) Ter aptidões físicas para o exercício das atribuições do cargo/emprego mediante confirmação de exame médico admissional;
  • e) Estar quites com o Serviço Militar, se, do sexo masculino;
  • f) Estar no gozo dos direitos civis e políticos;
  • g) Atender as condições, escolaridade e requisitos prescritos para o cargo/emprego;
  • h) Não ter sido demitido por ato de improbidade ou exonerado ―a bem do serviço público, mediante decisão transitada em julgado em qualquer esfera governamental;
  • i) Gozar de saúde física compatíveis com o exercício do cargo/emprego, comprovada em prévia inspeção médica oficial;
  • j) Não possuir vínculo com qualquer órgão ou entidade da Administração Pública que impossibilite acumulação de cargos, empregos e funções, ressalvados os casos contidos nas alíneas “a”, “B” e “c”, inc. XVI, do art. 37, da Constituição Federal, inclusive no que concerne à compatibilidade de horários.
  • k) Outros requisitos justificados pelas atribuições do cargo ou estabelecidos em lei e sua regulamentação.
  • l) Não desistir da vaga nos últimos 02 (dois) anos após ter sido assumida no processo escolha de vagas, sem cumprir o aviso prévio de 30 (trinta) dias, conforme artigo 17 da Lei Complementar nº 2.893/2016;
  • m) Demais documentos que o Município vier a exigir.
    • 2.2. A comprovação da escolaridade e o preenchimento dos demais requisitos legais indispensáveis à nomeação no cargo público será exigida unicamente quando da posse no cargo público. A não apresentação, naquela ocasião, de todos os documentos exigidos implicará na desclassificação do Processo Seletivo e imediata convocação do candidato seguinte na ordem de classificação.
    • 2.3. A aprovação e classificação no presente Processo Seletivo não criam direito à admissão, as convocações serão realizadas na medida das necessidades de Prefeitura do Município de Rio do Campo e disponibilidades orçamentárias.

  • 3. DOS CARGOS, VAGAS, EXIGÊNCIAS DE ESCOLARIDADE, CARGA HORÁRIA E VENCIMENTOS.
    • 3.1. O Processo Seletivo destina-se ao provimento das vagas temporárias, conforme cargos, carga horária semanal, número de vagas, remuneração mensal, e as exigências específicas a cada cargo, objeto deste Processo Seletivo, que se encontram descritos nos quadros que seguem.

QUADRO I

CARGOS COM EXIGÊNCIA DE ESCOLARIDADE ALFABETIZADO/FUNDAMENTAL

CARGO

Vagas

CH

PRE-REQUISITOS

TIPO DE PROVA

Valor R$ INSC

  • 1. Auxiliar Serviços Gerais

Agente de Serviços Gerais

CR

40

Alfabetizado

Escrita

R$ 20,00

  • 2. Motorista

CR

40

4º sériee carteira de habilitação “D”

Escrita e Prática

R$ 20,00

QUADRO II

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

CARGO

VAGAS

CH

PRE-REQUISITOS

TIPO DE PROVA

Valor R$ insc.

  • 3. Professor de Educação Infantil -

Habilitado

CR

20 a 40

Curso superior em Pedagogia.

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 4. Professor de Educação Infantil -

Não Habilitado

CR

20 a 40

Cursando a partir da 2º fase - licenciatura em pedagogia.

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 5. Professor de Ensino Fundamental - Séries Iniciais - Habilitado

CR

20 a 40

Curso superior em Pedagogia.

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 6. Professor de Ensino Fundamental - Séries Iniciais – Não Habilitado

CR

20 a 40

Cursando a partir da 2º fase - licenciatura em pedagogia.

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 7. Professor de Ensino Fundamental – Artes - Habilitado

CR

10 a 40

Curso superior completo em Licenciatura em Arte

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 8. Professor de Ensino Fundamental – Artes – Não Habilitado

CR

10 a 40

Cursando a partir da 2ª fase - Licenciatura em Arte

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 9. Professor de Ensino Fundamental – Ciências - Habilitado

CR

10 a 40

Curso superior completo em Licenciatura em Ciências

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 10. Professor de Ensino Fundamental – Ciências – Não Habilitado

CR

10 a 40

Cursando a partir da 2ª fase – Licenciatura em Ciências

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 11. Professor de Ensino Fundamental – Educação Física - Habilitado

CR

10 a 40

Curso superior completo em Licenciatura em Educação Física – e registro no CREF

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 12. Professor de Ensino Fundamental – Educação Física – Não Habilitado

CR

10 a 40

Cursando a partir da 2ª fase – Licenciatura em Educação Física

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 13. Professor de Ensino Fundametal – Inglês - Habilitado

CR

10 a 40

Curso superior completo em Licenciatura em Letras - Inglês

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 14. Professor de Ensino Fundametal – Inglês – Não Habilitado

CR

10 a 40

Cursando a partir da 2ª fase – Licenciatura em Letras Inglês

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 15. Professor de Ensino Fundametal - Geografia - Habilitado

CR

10 a 40

Curso superior completo em Licenciatura em Geografia

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 16. Professor de Ensino Fundametal - Geografia – Não Habilitado

CR

10 a 40

Cursando a partir da 2ª fase – Licenciatura em Geografia

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 17. Professor de Ensino Fundametal – História - Habilitado

CR

10 a 40

Curso superior completo - Licenciatura em História

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 18. Professor de Ensino Fundametal – História - Não Habilitado

CR

10 a 40

Cursando a partir da 2ª fase – Licenciatura em História

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 19. Professor de Ensino Fundametal – Lingua Portuguesa - Habilitado

CR

10 a 40

Curso superior completo – Licenciatura Lingua Portuguesa

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 20. Professor de Ensino Fundametal – Lingua Portuguesa – Não Habilitado

CR

10 a 40

Cursando a partir da 2ª fase – Licenciatura em Lingua Portuguesa

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 21. Professor de Ensino Fundametal - Matemática - Habilitado

CR

10 a 40

Curso superior completo – Licenciatura Matemática

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 22. Professor de Ensino Fundametal - Matemática – Não Habilitadoi

CR

10 a 40

Cursando a partir da 2ª fase – Licenciatura em Matemática

Escrita e Títulos

R$ 50,00

  • 23. Psicólogo

CR

20 a 40

Ensino Superior completo e registro no órgão competente.

Escrita

50,00

  • 24. Nutricionista

CR

20 a 40

Ensino Superior completo e registro no órgão competente.

Escrita

50,00

  • 25. Fonoaudiólogo
    • 3.2. A escolaridade e requisitos exigidos, conforme os quadros I, II e conforme legislação em vigor, deverão ser comprovados na convocação.
    • 3.3. Os aprovados neste Processo Seletivo serão contratados de acordo com a Lei 1984, DE 30 DE JUNHO DE 2014 dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do inciso ix do artigo 37 da constituição.
    • 3.4. As atribuições dos cargos constam divulgadas no anexo II deste edital.
    • 3.5. Os conteúdos programáticos das provas constam divulgados no anexo III deste edital.

CR

20 a 40

Ensino Superior completo e registro no órgão competente.

Escrita

50,00

Cargos/Funções

Salário mensal em reais (R$) – 40 hs

Auxiliar Agente de serviços gerais

1.172,75

1.147,22

Motorista

1.580,65

Professores Habilitados

3.146,04

Professores Não Habilitados

3.010,57

Nutricionista

4.461,60

Psicólogo

4.461,60

Fonoaudiólogo

4.461,60

  • 4. DAS INSCRIÇÕES
    • 4.1. Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá ler e conhecer o edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos. No momento da inscrição, o candidato deverá optar pelo cargo a que deseja concorrer.
    • 4.2. Uma vez efetuada a inscrição, não será permitida, em hipótese alguma, a sua alteração.
    • 4.3. A inscrição no Processo Seletivo implica, desde logo, o conhecimento e a tácita aceitação pelo candidato das condições estabelecidas neste Edital.
    • 4.4. A participação no Processo Seletivo iniciar-se-á pela inscrição, que deverá ser efetuada no prazo e nas condições estabelecidas neste edital.
    • 4.5. No momento da inscrição, o candidato deverá assinalar a concordância com os termos que constam neste Edital, bem como declarar que aceita que os seus dados pessoais, sensíveis ou não, sejam tratados e processados de forma a possibilitar a efetiva execução do Processo Seletivo , com a aplicação dos critérios de avaliação e seleção, autorizando expressamente a divulgação de seu(s) nome(s), número de inscrição,
    • notas e resultados preliminares e finais e o envio de comunicados por whatsapp, sms ou email cadastrados através da ficha de inscrição eletrônica, pelo Centro de Estudos Uniase, em observância aos princípios da publicidade e da transparência que regem a Administração Pública e nos termos do Decreto 48.237, de 22 de julho de 2021 (Dispõe sobre a aplicação da Lei Federal nº 13.709, de 14 de agosto de 2018, Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – LGPD, no âmbito da Administração Pública direta e indireta do Poder Executivo).
    • 4.6. A inscrição poderá somente ser efetuada via Internet, no endereço eletrônico https://portal.uniaseconcursos.com.br/, no período estabelecido no cronograma de atividades anexo I deste edital.
    • 4.10. Para os demais candidatos é possível a inscrição para apenas uma função.
      • 4.10.1. Para os cargos que possibilitem apenas uma inscrição, o candidato, isento ou não, que efetivar mais de uma inscrição, será considerada válida somente a última inscrição efetivada, sendo entendida como efetivada a inscrição paga ou isenta.
      • 4.10.2. Para os cargos que possibilitem apenas uma inscrição, caso haja mais de uma inscrição paga em um mesmo dia, será considerada a última inscrição efetuada no sistema de inscrição do CENTRO DE ESTUDOS UNIASE.
    • 4.11. Para efetivar a sua inscrição pela internet é imprescindível o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF), sendo que o candidato deverá seguir os seguintes passos:
    • a) Acessar o endereço eletrônico https://portal.uniaseconcursos.com.br/, na página inicial clique em “Concursos e Processos Seletivos”, em seguida em “inscrições abertas”, selecionar o município de Rio do Campo Edital xx/2021 e clicar em “realizar inscrições”, digite seu CPF e informe os dados solicitados.
    • b) Baixar e Ler atentamente o edital completo, inteirando-se das condições do certame e certificando-se de que preenche todas as condições exigidas.
    • c) Cadastrar-se no portal https://portal.uniaseconcursos.com.br/, criando uma senha de acesso para a área do candidato (guarde bem essa senha, pois será útil em todos os acessos futuros).
    • d) Preencher o Requerimento de Inscrição, conferindo os dados informados e enviá-lo pela internet, imprimindo uma cópia que deve ficar em seu poder;
    • e) Imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento da taxa de inscrição, preferencialmente nas agências do banco constante no boleto, diretamente no caixa, até o dia do vencimento estabelecido no boleto.
    • f) Manter o boleto que comprova o pagamento da taxa de inscrição em seu poder.
    • 4.12. O Centro de Estudos UNIASE e a Prefeitura de Rio do Campo eximem-se de qualquer responsabilidade pela eventual indisponibilidade, congestionamento de linhas ou falha dos equipamentos ou acesso à INTERNET.
    • 4.13. É de responsabilidade do candidato manter atualizados os endereços, e-mails e números de telefones informados. Eventual mudança de endereço, até a data de publicação do resultado final do Processo Seletivo, deverá ser atualizada no cadastro online do candidato, através da sua área restrita, e deverá ser comunicado a UNIASE por correspondência eletrônica (e-mail) enviada para: concursos@uniase.com.br.
    • Após a data de publicação do resultado do Processo Seletivo, deverão ser comunicadas diretamente à Prefeitura de Rio do Campo.
    • 4.14. O valor da taxa de inscrição é de conformidade com o constante no Quadro 1.
    • 4.15. O pagamento da taxa de inscrição só poderá ser realizado mediante a utilização do boleto de pagamento disponível no endereço eletrônico https://portal.uniaseconcursos.com.br/, impresso com o respectivo código de barras, até a data de vencimento constante no mesmo. Não serão considerados pagamentos fora do prazo estabelecido no cronograma deste edital.
    • 4.16. O Centro de Estudos UNIASE não se responsabilizará por boletos clonados por estelionatários, devido vírus no computador utilizado pelo candidato, devendo o candidato conferir o código de barras e se o boleto é do banco correto.
    • 4.17. O agendamento do pagamento e o respectivo demonstrativo não constituem documentos comprobatórios do pagamento da taxa de inscrição.
    • 4.18. Não serão aceitos pagamentos feitos por qualquer outra forma ou meio, ou pagos após a data de vencimento constante no boleto, que é igual à data limite para pagamento, conforme cronograma.
    • 4.19. No caso de extravio do boleto original, uma segunda via poderá ser obtida no mesmo endereço, na área restrita do candidato, dentro do período de inscrição.
    • 4.20. Em caso de feriado ou evento que acarrete o fechamento de agências bancárias na localidade em que se encontra o candidato, o boleto deverá ser pago antecipadamente.
    • 4.21. Para evitar ônus desnecessário, o candidato deverá orientar-se no sentido de recolher o valor de inscrição somente após tomar conhecimento de todos os requisitos e condições exigidos para assumir o cargo, bem como das regras constantes neste edital acompanhando as publicações e suas possíveis alterações.
    • 4.22. A inscrição só será aceita quando o estabelecimento bancário onde foi feito o recolhimento da taxa de inscrição confirmar o respectivo pagamento, sendo canceladas as inscrições cuja taxa de inscrição tiver sido paga com cheque sem cobertura ou com qualquer outra irregularidade.
    • 4.23. Após o pagamento do boleto bancário, em até cinco dias o candidato poderá conferir, no site do Processo Seletivo, na área do candidato, se os dados da inscrição foram recebidos e se o valor da inscrição foi pago, podendo imprimir seu comprovante definitivo de inscrição.
    • 4.24. É vedada a inscrição condicional, extemporânea ou por qualquer outra via não determinada neste edital.
    • 4.25. O CENTRO DE ESTUDOS UNIASE não se responsabilizará por solicitações de inscrição não efetivadas por falhas e ou congestionamento de linhas de comunicação ou outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência dos dados ou impressão dos documentos solicitados.
    • 4.26. As informações prestadas no preenchimento do Requerimento de Inscrição são de inteira responsabilidade do candidato, podendo ser indeferida ou anulada a inscrição por seu preenchimento incompleto ou de forma indevida.
    • 4.27. Será nula a inscrição de candidato que, por qualquer meio, faça uso de informação ou documento falso ou oculte informação ou fato a ela relevante, sem prejuízo das sanções judiciais cabíveis.
    • 4.28. No caso de cancelamento da inscrição serão anulados todos os atos dela decorrentes, a qualquer tempo, mesmo que o candidato tenha sido classificado e que o fato seja constatado posteriormente.
    • 4.29. O candidato, após efetuar o pagamento da inscrição não poderá, sob qualquer pretexto, pleitear a troca de cargo e/ou a devolução da importância recolhida uma vez que, o valor da inscrição somente será restituído em caso de anulação plena do Processo Seletivo.
    • 4.30. As inscrições poderão ser prorrogadas por necessidade de ordem técnica e/ou operacional o que poderá ser feito sem prévio aviso bastando, para todos os efeitos legais, a comunicação de prorrogação feita nos sites: www.uniase.com.bre https://riodocampo.atende.net.
    • 4.31. As inscrições que preencherem todas as condições deste edital serão homologadas e deferidas pela autoridade competente. O ato de homologação será divulgado no site do Processo Seletivo no endereço https://portal.uniaseconcursos.com.br/, na data constante do cronograma deste edital. No mesmo local e horário será publicada a relação das inscrições indeferidas.
    • 4.32. Em nenhuma hipótese haverá devolução do valor da inscrição, salvo quando da anulação plena do Processo Seletivo.
    • 4.33. Não são admitidas, após o término das inscrições, a complementação, a inclusão ou a substituição dos documentos entregues, seja de qualquer das etapas do certame.

4.7 Para as funções de professor habilitado e não habilitado, o candidato poderá se inscrever para duas funções.

4.8 NÃO será permitida mais de uma inscrição de habilitado e não-habilitado para o mesma área (exemplo: Professor de Artes Habilitado e Professor de Artes não habilitado). Caso isso ocorra será deferida apenas a última inscrição realizada e paga.

4.9 O candidato que se inscrever para duas funções estará ciente que seu tempo de prova é o mesmo dos demais canditatos. Em hipótese alguma terá acréscimo de tempo de prova.

  • 5. DA ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO
    • 5.10. São isentos da taxa de inscrição no Processo Seletivo os candidatos doadores de sangue e de medula óssea conforme Lei.
    • 5.11. Para os doadores de sangue: Inserir através de up load (subir/anexar para a internet) documento expedido pela entidade coletora, que deverá ser juntado ao ato de inscrição. O candidato deverá comprovar ter doado sangue aos menos duas vezes no período 12 (doze) meses anteriores da inscrição do Processo Seletivo.
    • 5.12. Para os doadores de Medula Óssea: Inserir através de upload (subir/anexar para a internet) comprovante de sua inscrição no REDOME – Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea ou ainda declaração expedida por órgão oficial ou entidade credenciada pela União, pelo Estado ou por Município, hemocentros e nos bancos de sangue dos hospitais, devidamente atualizado, comprovando ter doado medula óssea ao menos uma vez no período 12 (doze) meses anteriores da inscrição do Processo Seletivo.
    • 5.13. Ao fazer upload dos comprovantes o candidato declara sob as penas da lei que os documentos anexados são cópias fiéis do documento original.
    • 5.14. Só serão examinados os pedidos de isenção enviados via postal que forem entregues ao Centro de Estudos UNIASE até a data determinada no cronograma do Edital, acompanhados obrigatoriamente do Anexo IV deste edital, valendo para fins de direito o carimbo ou registro postal de entrega da correspondência.
    • 5.15. O candidato que tiver seu pedido de isenção de pagamento deferido terá sua inscrição validada, não devendo pagar o boleto da taxa de inscrição.
    • 5.16. Sendo indeferido o pedido de isenção, restará ao candidato pagamento da inscrição até o último dia de inscrições.
    • 5.17. O candidato que efetivar mais de uma inscrição deverá fazer o pedido de isenção para cada um dos cargos, sendo havendo mais de um pedido de isenção de pagamento de cargos no mesmo período, terá analisada e confirmada apenas a última inscrição, sendo as demais canceladas.
    • 5.18. Os despachos aos pedidos de isenção da taxa de inscrição serão publicanos na data constante do cronograma deste edital.

  • 6. DAS VAGAS RESERVADAS PARA AS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA
    • 6.2 Para os cargos deste edital, cuja aplicação do percentual de 10% não resulta a oferta imediata de vagas, nos termos do Decreto Federal nº 3.298/99, neste caso, o primeiro candidato com deficiência classificado no cargo será convocado para ocupar a 5ª (quinta) vaga que vier a surgir para o cargo que concorreu, enquanto os demais serão convocados a cada intervalo de 10 (dez) vagas providas.
    • 6.3 Não havendo candidatos aprovados e classificados para as vagas reservadas às pessoas com deficiência, as mesmas serão ocupadas pelos demais candidatos habilitados e classificados.
    • 6.4 Serão consideradas deficiências somente àquelas conceituadas na medicina especializada, de acordo com os padrões mundialmente estabelecidos, e que se enquadrem nas categorias descritas no artigo 4º do Decreto Federal 3.298/99, na Lei Estadual nº 12.870/04 e suas alterações.
    • 6.5 Não serão considerados como deficiência os distúrbios de acuidade visual passíveis de correção simples, do tipo miopia, astigmatismo, estrabismo e congêneres.
    • 6.6 Para concorrer a uma das vagas reservadas, o candidato deverá, obrigatoriamente:
    • 6.7 Ao fazer upload dos documentos o candidato declara que as cópias inseridas são cópias fieis do documento original.
    • 6.8 O fornecimento do laudo médico é de responsabilidade exclusiva do candidato. O CENTRO DE ESTUDOS UNIASE não se responsabiliza por qualquer tipo de problema que impeça a chegada dessa documentação a seu destino.
    • 6.9 A documentação enviada terá validade somente para esse edital de Processo Seletivo, para outros editais do município deverá ser enviada novamente a documentação e não serão devolvidos, assim como não serão fornecidas cópias desta documentação.
    • 6.10 Só serão examinados os pedidos de vaga de deficiente via postal que forem entregues aO Centro de Estudos UNIASE até a data determinada no cronograma do Edital, acompanhados obrigatoriamente do deste edital, e do laudo médico, valendo para fins de direito o carimbo ou registro postal de Anexo IV entrega da correspondência.
    • 6.11 Caso o candidato não encaminhe o laudo médico e o respectivo requerimento até o prazo determinado, não será considerado como pessoa com deficiência para concorrer às vagas reservadas, não tendo direito à vaga especial, seja qual for o motivo alegado, mesmo que tenha assinalado tal opção na ficha de inscrição online.
    • 6.12 Os candidatos que se declararam no ato de inscrição como deficiência e que não atenderem plenamente a todas as exigências disposta no presente edital, terão suas inscrições para as vagas reservadas indeferidas, passando a figurar unicamente na classificação geral dos candidatos.
    • 6.13 O candidato com deficiência que necessitar de condição especial (local de fácil acessibilidade, tempo adicional, uso de aparelhos de audição, ledor, prova com fonte ampliada e etc.), para a realização das provas deverá apresentar requerimento (anexo IV) desta solicitação, até data constante no cronograma, nos meios já informados, anexando ao requerimento laudo médico por especialista da área de sua deficiência, comprovando essa necessidade.
    • 6.14 As solicitações de condições especiais serão atendidas respeitadas a legalidade e a razoabilidade. No caso de uso de equipamentos especiais, estes deverão ser obtidos pelo candidato e apresentados antecipadamente ao fiscal de sala e ou coordenador do local de provas.
    • 6.15 Os candidatos inscritos nessa condição participarão do Processo Seletivo em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere às provas aplicadas, ao conteúdo, à avaliação, aos critérios de aprovação, no horário e local de aplicação das provas e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos, resguardando as condições especiais previstas na legislação própria.
    • 6.16 Após a investidura do candidato, a deficiência não poderá ser arguida para justificar a concessão de aposentadoria.
    • 6.17 Os candidatos inscritos para as vagas reservadas aos candidatos com deficiência que forem aprovados serão convocados por edital próprio, através do site da prefeitura municipal de Rio do Campo, para avaliação da sua condição de deficiente pela Perícia Médica Oficial do Município e se a deficiência é capacitante ou não para o exercício do cargo.
    • 6.18 Será excluído do Processo Seletivo o candidato aprovado para uma das vagas aos portadores de deficiência que:
    • 6.19 Não comparecer, chegar atrasado ou não apresentar a documentação e ou exames solicitados para a avaliação da Perícia Médica Oficial do Município.
    • 6.20 Cuja deficiência informada no requerimento de Inscrição não seja contatada pela Perícia Médica Oficial do Município ou não seja compatível com o exercício do cargo.
    • 6.21 Não será admitido recurso relativo à condição de deficiente de candidato que, no ato da inscrição, não declarar essa condição.

6.1 Ao candidato com deficiência é assegurado o direito de inscrever-se neste Processo Seletivo, para o cargo cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que sejam portadores, sendo a elas reservadas 10 % (dez por cento) das vagas, conforme Lei Municipal nº 1.510/2002 e de acordo com o art. 37, Inciso VIII da Constituição Federal.

  • a) No ato da inscrição declarar-se com deficiência;
  • b) Fazer upload (subir/anexar para internet) cópia simples do laudo médico contendo o número de inscrição no Conselho Regional de Medicina (CRM), emitido nos últimos 12 meses, atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), bem como a provável causa da deficiência.
  • c) Fazer upload (subir/anexar para internet) Anexo IV do edital que consiste no requerimento solicitando a vaga para deficiente e descrevendo detalhadamente o tipo de atendimento especial que necessita no dia da prova.

  • 7 DA HOMOLOGAÇAO DAS INSCRIÇÕES
    • 7.2 As inscrições que preencherem todas as condições deste Edital serão homologadas e o ato de homologação será publicado no endereço eletrônico https://portal.uniaseconcursos.com.br/, na data constante do cronograma deste edital.
    • 7.3 A relação das inscrições não homologadas devido ao indeferimento será divulgada no endereço do Processo Seletivo na internet https://portal.uniaseconcursos.com.br/
    • 7.4 Caso a inscrição do candidato não seja homologada, ou haja inexatidão relativas à grafia do seu nome, condição de pessoa com deficiência ou qualquer outra, caberá recurso nos termos do presente Edital.
    • 7.5 Os casos de erro de grafia, data de nascimento ou outro dado pessoal, o próprio candidato deve entrar na área restrita do site, com seu CPF e senha cadastrados e fazer as devidas alterações, até a data da prova.
    • 7.6 Após prazo recursal as inscrições que preencherem todas as condições deste Edital serão homologadas e deferidas DEFINITIVAMENTE pela autoridade competente na data constante do cronograma deste edital.
    • 7.7 Se mantida a não homologação ou não processamento, o candidato será eliminado do Processo Seletivo.

  • 8 OUTROS REQUERIMENTOS
    • 8.2 Candidata lactante
      • 8.2.1 A candidata que desejar amamentar durante a aplicação da prova deverá:
      • 8.2.2 Indicar esta condição especial para realizar a prova no Requerimento de Inscrição on line;
      • 8.2.3 Fazer upload (subir para internet) o Anexo IV deste edital, devidamente preenchido, informando nome do acompanhante, bem como cópia da certidão de nascimento do filho.
      • 8.2.4 Chegar ao local da prova com a antecedência mínima de uma hora, acompanhada de pessoa maior que ficará responsável pela guarda da criança.
      • 8.2.5 Caso a candidata seja gestante e der a luz antes do dia da prova, deverá levar os documentos acima descritos no dia da prova e apresentar para a coordenação.
      • 8.2.6 O menor e o responsável ficarão em sala especial reservada. Nos momentos de amamentação a candidata solicitará ao fiscal de sala que a conduza à sala reservada. O tempo destinado à amamentação não será descontado do tempo de duração da prova.
      • 8.2.7 É vedada a presença do acompanhante da candidata no momento da amamentação.
      • 8.2.8 O Centro de EstudosUNIASE não disponibilizará acompanhante para guarda da criança.
    • 8.3 Benefícios da Lei 11.689/2008
      • 8.3.1 Os candidatos que pretenderem, em caso de empate na classificação final, o benefício da Lei 11.689/2008, deverão fazer upload, até o último dia de inscrições, da certidão e ou declaração e ou atestado ou outros documentos públicos (original ou cópia autenticada em cartório) emitidos pelos Tribunais de Justiça Estaduais e Regionais Federais do País, relativos ao exercício da função de jurado, os termos do art. 440 do CPP, a partir de 10 de agosto de 2008.
      • 8.3.2 Ao fazer upload do documento, o candidato declara sob as penas da lei que o mesmo é cópia fiel do documento original.
      • 8.3.3 A relação dos candidatos que tiveram o seu atendimento especial deferido será divulgada no endereço https://portal.uniaseconcursos.com.br/, conforme data prevista no cronograma.
      • 8.3.4 A solicitação de atendimento especial, em qualquer caso, será atendida segundo os critérios de viabilidade e de razoabilidade.

  • 9 DAS PROVAS DO PROCESSO SELETIVO
    • 9.2 O Processo Seletivo para todos os cargos terá prova escrita objetiva, sendo a nota para aprovação é igual ou superior a 5,00 (cinco) 04 (quatro).
    • 9.3 Dependendo do cargo ou escolaridade haverá outros tipos de provas as quais seguem detalhadas nos quadros abaixo:
    • 9.4 Cargo de Auxiliar Agente de Serviços Gerais:
    • 9.5 Cargo de Motorista

QUADRO V - ENSINO FUNDAMENTAL

  • a) Única prova: O Processo Seletivo terá um único tipo de prova que consiste de PROVA ESCRITA OBJETIVA, de caráter eliminatório/classificatório, com questões objetivas, de múltipla escolha, com 4 (quatro) alternativas, compatíveis com o nível de escolaridade e com as atribuições dos cargos.

  • a) Prova 1: PROVA ESCRITA OBJETIVA, de caráter classificatório e eliminatório, com questões objetivas, de múltipla escolha, com 4 (quatro) alternativas, compatíveis com o nível de escolaridade e com as atribuições dos cargos.
  • b) Prova 2: Prova Prática, de caráter classificatório/eliminatório, para todos os candidatos aprovados na prova escrita objetiva, ou seja, com nota igual ou superior a 4,00 (quatro).
    • 9.6 Para todos os cargos de Ensino Superior:
      • 9.6.1 Prova 2: Prova de Títulos, de caráter classificatório, sendo que serão avaliados e pontuados somente os títulos dos candidatos aprovados na prova escrita, ou seja, com nota igual ou superior a 5,00 (cinco) 4,00 (quatro).

QUADRO II - ENSINO SUPERIOR

  • a) Prova 1: PROVA ESCRITA (objetiva): A prova escrita será composta de uma prova objetiva.
  • b) A Prova Objetiva de caráter classificatório e eliminatório, será composta de 25 (vinte e cinco) questões objetivas, de múltipla escolha, com 4 (quatro) alternativas compatíveis com o nível de escolaridade e com as atribuições do cargo;

  • 10 DA PROVA ESCRITA (OBJETIVA)
    • 10.2 A prova escrita será composta de uma prova objetiva, com duração de até 2,00 (duas) horas.
    • 10.3 DA PROVA OBJETIVA: A prova escrita objetiva será avaliada na escala de 0,00 (zero) a 10,00 (dez) expressas com duas casas decimais e constará da avaliação de conhecimentos teóricos e práticos dos candidatos mediante a aplicação de questões objetivas, cada uma delas com 4 (quatro) alternativas, dos quais uma única será correta.
    • 10.4 As áreas de conhecimento exigidas, o número de questões e o valor que será atribuído a cada uma, estão dispostos por escolaridade exigida para o cargo, conforme segue:
    • 10.5 Os pontos das disciplinas correspondem ao número de acertos multiplicado pelo peso de cada uma de suas questões. A nota da prova objetiva será o somatório dos pontos obtidos em cada disciplina.
    • 10.6 Os programas das provas encontram-se publicados no anexo III do presente Edital.

PROVA OBJETIVA PARA TODOS OS CARGOS

Tipo Prova

Disciplinas

Número de questões

Valor da questão

Total Nota por Disciplina

Conhecimentos Básicos

Língua Portuguesa

5

0,30

4,50

Raciocínio Lógico e Matemática

5

Conhecimentos Gerais

5

Conhecimentos Específicos

Conhecimentos inerentes ao cargo

10

0,55

5,50

Total

25

10,00

  • 11 DA APLICAÇÃO DA PROVA ESCRITA
    • 11.2 Para prestar a prova escrita o candidato receberá um caderno de questões e um cartão-resposta, sendo responsável pela conferência dos dados impressos nos seus cartões-respostas, pela verificação da correspondência do seu caderno de prova com os cartões-respostas e pela transcrição correta das letras correspondentes às respostas que julgar corretas.
    • 11.3 A existência de qualquer irregularidade no caderno de questões e ou no cartão resposta deve ser comunicada imediatamente ao Fiscal de Sala. A Coordenação do Processo Seletivo envidará todos os esforços para a rápida substituição dos materiais com defeito e a reposição do material faltante. O tempo gasto para a substituição dos materiais será acrescido ao tempo de duração da prova.
    • 11.4 O candidato deverá marcar suas respostas da prova objetiva no cartão-resposta utilizando caneta esferográfica feita de material transparente, de tinta preta preferencialmente, ou azul, seguindo as instruções contidas na capa do caderno de questões. As provas serão corrigidas unicamente pela marcação no cartão resposta, não sendo válidas as marcações feitas no caderno de questões em hipótese alguma.
    • 11.5 O candidato deverá transcrever as respostas das provas objetivas para o cartão-respostas, para o cartão-resposta específico que serão os únicos documentos válidos para a correção das provas.
    • 11.6 O preenchimento do cartão-respostas será de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade com as instruções específicas contidas neste edital e nas instruções do caderno de provas. Em hipótese alguma haverá substituição do cartão-respostas por motivo de erro do candidato.
    • 11.7 Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos do preenchimento indevido do cartão respostas, tais como marcação rasurada ou emendada ou campo de marcação não preenchido integralmente.
    • 11.8 O candidato não deverá amassar, molhar, dobrar, rasgar, manchar ou, de qualquer modo, danificar os seus cartão-respostas, sob pena de arcar com os prejuízos advindos da impossibilidade de realização do processamento eletrônico desta.
    • 11.9 O candidato é responsável pela conferência de seus dados pessoais, em especial seu nome, seu número de inscrição e o número de seu documento.
    • 11.10 Não será permitido que as marcações na folha de respostas sejam feitas por outras pessoas, salvo em caso de candidato a quem tenha sido deferido atendimento especial específico para auxílio no preenchimento. Nesse caso, o candidato será acompanhado por fiscal do Centro de Estudos UNIASE devidamente treinado.
    • 11.11 Ao terminar a prova ou no horário determinado para o seu encerramento, o candidato entregará o cartão-resposta devidamente assinado e o caderno de questões.
    • 11.12 Será atribuída nota 0,00 (zero) à resposta de questões objetivas:
    • a) Cuja resposta não coincida com o gabarito oficial;
    • b) Que contenha emenda (s) e/ou rasura (s), ainda que legível (eis);
    • c) Contendo mais de uma opção de resposta assinalada;
    • d) Que não estiver assinalada no cartão de respostas;
    • e) Preenchida fora das especificações contidas no mesmo ou nas instruções da prova.
    • 11.13 O correto preenchimento do cartão resposta é de total responsabilidade do candidato, não sendo responsabilidade do fiscal de sala alertá-lo das incorreções.
    • 11.14 Para a segurança dos candidatos e a garantia da lisura do Processo Seletivo poderá haver mais de um tipo de prova, devendo o candidato assinalar no cartão-resposta o número da prova, sob pena de eliminação do Processo Seletivo.
    • 11.15 DO LOCAL, HORÁRIO E SEGURANÇA DAS PROVAS ESCRITAS
      • 11.15.1 A prova escrita será aplicada na data provável, constante do cronograma deste edital na cidade de Rio do Campo-SC, em locais e horários que serão confirmados e divulgados conforme cronograma, no endereço eletrônico do Processo Seletivo: https://portal.uniaseconcursos.com.br/
      • 11.15.2 Os horários de realização das provas ficam assim definidos:
      • 11.15.3 O Município reserva-se o direito de indicar nova data, horários ou novos locais adequados para a realização das provas, mediante publicação com antecedência mínima de 2 (dois) dias da realização das provas.
    • 11.16 O Centro de Estudos UNIASE poderá enviar mensagem complementar com a informação de local e horário de provas, por meio de endereço eletrônico (e-mail), indicado pelo candidato na ficha de inscrição, para isso deve o mesmo manter atualizado seu e-mail, o que não isenta o candidato da responsabilidade de acompanhamento de todos os atos referentes a este Processo Seletivo, através do
    • Edital, bem como de obter as informações necessárias pelo site ou por telefone da UNIASE. Não haverá remessa de comunicação via postal.
    • 11.17 A identificação correta do período, horário e local da prova e o comparecimento no horário determinado, será de inteira responsabilidade do candidato, devendo o mesmo manter-se informado acompanhando as publicações no site https://portal.uniaseconcursos.com.br/, considerando que os portões dos locais que dão acesso às salas de provas, fecharão 10 (dez) minutos antes do horário marcado para início da prova.
    • 11.18 Os portões que dão acesso às salas de provas, dependendo do local poderão ser as portas de blocos, alas, setores e etc., devendo o candidato comparecer ao local designado para a realização das provas com a antecedência mínima de 1 hora (uma hora) com relação ao horário de fechamento dos portões, para garantir estacionamento e identificar corretamente a localização dos blocos, alas e das salas e devido ao COVID-19, evitar aglomeração.
    • 11.19 Será vedada a entrada nos locais de prova dos candidatos que chegarem após o horário de fechamento dos portões, seja qual for o motivo alegado para o atraso, estando o candidato que deixar de fazer ou chegar com atraso à prova escrita, desclassificado do Processo Seletivo.
    • 11.20 Os casos de alterações psicológicas ou fisiológicas (períodos menstruais, gravidez, contusões, luxações, temperatura elevada, etc.) que impossibilitarem o candidato de submeter-se aos testes, ou neles prosseguir, ou que lhe diminuam a capacidade física-orgânica não serão considerados para fins de tratamento diferenciado ou nova prova.
    • 11.21 O Centro de Estudos UNIASE, por motivos técnicos ou de força maior, poderá retardar o início da prova escrita ou transferir suas datas e ou horários. Eventuais alterações serão comunicadas no site do Processo Seletivo na Internet, por mensagens enviadas para o e-mail informado, ou por aviso fixado na entrada principal ou mural do local anteriormente determinado, caso o evento determinante da alteração seja de natureza imprevisível.
    • 11.22 A entrada nos locais de prova só será admitida mediante a apresentação de documento e identificação oficial com foto.
    • 11.23 Face ao advento da atual situação de pandemia no estado, devido a Covid19, será obrigatório o uso de máscara, sem a qual o candidato não poderá realizar a prova.
    • 11.24 Devido ao uso não recomendável de bebedouros, solicitamos que o candidato leve sua garrafa de água em recipiente transparente e sem o rótulo.
    • 11.25 Ao se inscrever o candidato concorda com as medidas sanitárias utilizadas no dia da prova.
    • 11.26 São considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública e pelo corpo de Bombeiros Militar, pelos Conselhos e Ordens fiscalizadores de exercício profissional, passaporte, certificado de reservista, carteiras funcionais expedias por órgão público, que, por lei federal, valham como identidade, carteira de trabalho e carteira nacional de habilitação, com foto.
    • 11.27 Não serão aceitos como documento de identificação: passes de ônibus, carteiras de estudante, crachás e ou documentos sem fotos, nem mesmo cópias coloridas ou autenticadas.
    • 11.28 Em caso de perda, furto o roubo do documento de identidade original, o candidato deverá apresentar documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, (30) trinta dias. Neste caso será realizada a identificação especial através da coleta de impressão digital para posterior averiguação.
    • 11.29 Só serão aceitos documentos no prazo de validade e em perfeitas condições, de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato e sua assinatura.
    • 11.30 A não apresentação do documento de identidade, nos termos desse edital impedirá o acesso do candidato ao local de prova e sua eliminação do certame.
    • 11.31 A identificação especial também poderá ser exigida do candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador.
    • 11.32 Em face de eventual divergência O Centro de Estudos UNIASE poderá exigir a apresentação do original do Comprovante de pagamento da taxa de inscrição, com a devida autenticação bancária, não sendo válida cópia mesmo que autenticada.
    • 11.33 Durante a realização das provas é permitida a posse e uso unicamente dos seguintes materiais:
    • a) Canetas esferográficas feitas com material transparente tinta PRETA de preferência ou azul; (não serão fornecidas canetas no local)
    • b) Documento de Identificação com foto;
    • c) Original do Comprovante de inscrição e/ou do pagamento da Taxa de inscrição ou de inscrição guardado no bolso;
    • 11.34 Caso assim deseje, água acondicionada em embalagem plástica transparente sem qualquer etiqueta ou rótulo;
    • 11.35 Não será permitido o uso de lápis, lapiseira/grafite, marca-texto e (ou) borracha durante a realização das provas.
    • 11.36 É vedada, durante a realização da prova, a consulta a livros, revistas, folhetos ou anotações, bem como o uso de máquinas de calcular, relógios e aparelhos celulares, transmissores, receptores e ou ainda qualquer equipamento elétrico ou eletrônico ou o porte de armamento. Também é proibido o fumo, uso de medicamentos e óculos escuros (salvo por prescrição medica apresentada a um fiscal de sala antes do início da prova), chapéus ou bonés ou qualquer outro tipo de cobertura.
    • 11.37 Só serão permitidos alimentos como barra de cereais, chocolates e biscoitos, desde que acondicionados em embalagem transparente providenciada pelo candidato. Os alimentos que não estiverem nestas condições serão recolhidos pelo fiscal de prova e devolvidos no término da prova. Os alimentos que ao serem ingeridos causarem ruídos que atrapalhem a execução da prova, serão recolhidos.
    • 11.38 É terminantemente proibida a entrada de candidato armado, sob qualquer alegação, nos locais onde se realizarem as provas. O CENTRO DE ESTUDOS UNIASE e a Prefeitura de Rio do Campo não se responsabilizarão pela guarda de qualquer armamento.
    • 11.39 É terminantemente proibido ao candidato, durante a realização das provas, podendo resultar na eliminação do certame:
    • a) Aparelhos eletrônicos, tais como: máquinas calculadoras, agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, smartphones, tablets, iPod, gravadores, pendrive, mp3 player ou similar, qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens, bipe, notebook, palmtop, walkman, máquina fotográfica, controle de alarme de caso/casa, chaves de carro, etc.
    • b) Relógio de qualquer espécie, óculos escuros, protetor auricular, lápis, lapiseira; grafite, marca-texto e (ou) borracha;
    • c) Quaisquer acessórios de chapelaria, tais como: chapéu, boné, gorro etc.;
    • d) Qualquer recipiente ou embalagem, tais como: garrafa de água, suco, refrigerante e embalagem de alimentos (biscoitos, barra de cereais, chocolates, balas, etc.) que não seja fabricado de material transparente.
    • e) Faltar com o devido respeito para com qualquer membro da equipe de aplicação das provas, com as autoridades presentes ou com os demais candidatos.
    • f) Fazer anotação de informações relativas à suas respostas no comprovante de inscrição ou em qualquer outro meio que não os permitidos;
    • g) Perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, comportando-se indevidamente;
    • h) Utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos ou ilegais para obter aprovação própria ou de terceiros sem qualquer etapa do Processo Seletivo;
    • i) Comunicar-se com outros candidatos durante a prova.
    • 11.40 Os telefones celulares e demais equipamentos e materiais trazidos para o local da prova devem ser entregues sem qualquer outro aviso, desligados, aos fiscais da sala antes do início da prova. O candidato deverá guardar, em embalagem porta-objetos fornecida pela equipe de aplicação.
    • 11.41 A embalagem porta-objetos deverá ser mantida embaixo da carteira até o término das suas provas. A embalagem porta-objetos somente poderá ser deslacrada fora das dependências do local de provas.
    • 11.42 A simples posse, mesmo que desligado, ou uso de qualquer material, objeto ou equipamento não permitido, no local da prova, corredor ou banheiros, configura tentativa de fraude e poderão implicar na exclusão do candidato do Processo Seletivo, sendo atribuída nota zero às provas já realizadas.
    • 11.43 O CENTRO DE ESTUDOS UNIASE, objetivando garantir a lisura, a autenticidade e a idoneidade do Processo Seletivo poderão solicitar a impressão digital do candidato no cartão resposta (a qual não substituirá a obrigatoriedade do candidato assinar o cartão), submeter os candidatos à revista pessoal e
    • ou de seus pertences, inclusive com varredura eletrônica, bem como proceder a qualquer momento a sua identificação datiloscópica ou dele fazer imagem fotográfica ou vídeo.
    • 11.44 O CENTRO DE ESTUDOS UNIASE e Prefeitura Municipal de Rio do Campo não assumem qualquer responsabilidade por acidentes pessoais e/ou avaria, perda ou desaparecimento dos materiais, objetos, equipamentos, mesmo que tenham sido entregues aos fiscais de sala, veículos ou qualquer outro bem trazido pelos candidatos para local de prova ou qualquer tipo de dano que vierem a sofrer.
    • 11.45 Todas as despesas decorrentes da obtenção ou entrega de documentos, bem como as de transporte e ou alimentação são de inteira responsabilidade dos candidatos, mesmo que a prova venha a ser transferida por qualquer motivo.
    • 11.46 Não haverá, em qualquer hipótese, segunda chamada para as provas nem a realização de qualquer prova e ou exame fora dos horários e locais marcados para todos os candidatos.
    • 11.47 Somente depois de decorrido o prazo mínimo de permanência em sala de provas, que será de 30 (trinta) minutos, o candidato poderá entregar seu caderno de questões e seu cartão-resposta e retirar-se da sala de prova, entregando, obrigatoriamente, ao fiscal de sala o seu cartão resposta devidamente assinado e o caderno de provas, sendo que o não cumprimento do corrente item incorre na desclassificação do candidato do Processo Seletivo.
    • 11.48 Os três (3) últimos candidatos de cada sala de provas, só poderão entregar a prova e o cartão resposta ao mesmo tempo, quando assinarão a ata de sala e acompanharão termo de fechamento do envelope de provas. O candidato que negar-se a aguardar os companheiros assinará ata de prova como desistente sendo eliminado do certame.
    • 11.49 O gabarito provisório, seráo divulgado no endereço eletrônico https://portal.uniaseconcursos.com.br/ no dia seguinte ao da realização da prova.
    • 11.50 Não serão fornecidos os exemplares dos cadernos de questões, no dia da prova.
    • 11.51 Um caderno de questões de cada cargo estará disponível no dia seguinte ao da realização da prova, na área restrita do candidato, permitindo assim que os candidatos possam interpor recursos contra as questões da prova.
    • 11.52 Os candidatos devem aguardar em sua carteira, com o cartão-resposta e caderno de provas viradas para baixo e em completo silêncio, sob pena de serem eliminados.
    • 11.53 Durante a realização da prova escrita objetiva, não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação da mesma e/ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo da prova e/ou critérios de avaliação/classificação, bem como informações sobre as demais etapas do certame.
    • 11.54 Ao concluir a sua prova, o candidato deverá retirar-se imediatamente do local de aplicação da prova sem comunicar-se com os demais candidatos, ficando proibido inclusive de permanecer no pátio da entidade, ou ligar o celular antes de se retirar da escola.
    • 11.55 Os candidatos que terminarem a prova NÃO poderão utilizar os banheiros que são destinados ao uso dos candidatos em prova, aconselha-se que antes de entregar a prova solicitem ao fiscal de sala o acompanhamento até os sanitários.
    • 11.56 Motivará a eliminação do candidato do Processo Seletivo, sem prejuízo das sanções penais cabíveis, a burla ou a tentativa de burla a qualquer das normas devidas neste edital ou a outras relativas ao Processo Seletivo, aos comunicados, às instruções o candidato ou às instruções constantes da prova, bem como o tratamento indevido e descortês a qualquer pessoa envolvida na aplicação das provas.
    • 11.57 No dia da realização das provas, na hipótese de o nome do candidato não constar nas listagens oficiais relativas ao local de provas estabelecido no Edital de Convocação, o Centro de Estudos UNIASE poderá proceder à inclusão do candidato, desde que apresente comprovante original de pagamento da taxa de inscrição.
    • 11.58 A inclusão de que trata o item anterior será realizada de forma condicional e será analisada pelo Centro de Estudos Uniase e a Comissão Especial para Supervisionar e Acompanhar a Realização do Processo Seletivo na fase do Julgamento das Provas Objetivas, com o intuito de verificar a pertinência da referida inscrição.
    • 11.59 Constatada a improcedência da inscrição, a mesma será automaticamente cancelada sem direito a reclamação, independentemente de qualquer formalidade, considerados nulos todos os atos dela decorrentes.

TODOS OS CARGOS

Evento

Horários

Abertura dos portões de acesso aos locais de prova.

08h00min

Fechamento dos portões, não sendo permitido o acesso de candidatos, sob qualquer alegação, a partir deste horário.

08h50min

Abertura dos envelopes e distribuição das provas e na sequencia início das provas.

08h52min

Início da resolução da prova.

09h00min

Final do prazo mínimo para entrega da prova e ou retirar-se do local de prova.

09h30min

Final da prova. Entrega obrigatória do caderno de questões e cartão resposta.

11h00min

Prova Prática

Término da Prova escrita

  • 12 DA PROVA DE TÍTULOS
    • 12.2 A prova de títulos será contada apenas para a “classificação” e não para “aprovação” e o total de pontos alcançados na prova de títulos será somado à nota obtida na prova objetiva, deste que o cantidato tenha sido aprovado na prova escrita objetiva.
    • 12.3 A prova de títulos para os cargos de Ensino Superior, será pontuada de acordo com a escolaridade de cada cargo, conforme as tabelas a seguir:
    • 12.4 Prova de Títulos para cargos de ENSINO SUPERIOR (professores habilitados e não habilitados)
    • 12.5 Para os professores habilitados serão pontuados os certificados, de Pós-Graduação em nível de Especialização, relacionados à área da educação, desde que devidamente comprovado, concluído até o último dia definido para a inscrição e devidamente registrado no órgão emissor.
    • 12.6 Para os professores não habilitados serão pontuados os certificados de graduação, relacionados a área de atuação especifica ao cargo inscrito, desde que devidamente comprovado, concluído até o último dia definido para a inscrição e devidamente registrado no órgão emissor, sendo pontuado apenas o de maior valor.
    • 12.7 Os diplomas de cursos de pós-graduação emitidos no exterior deverão ser reconhecidos na forma da lei e acompanhados de tradução oficial.
    • 12.8 Os candidatos que tenham concluído cursos de graduação e pós-graduação (em nível de especialização, mestrado ou doutorado) em data posterior a 1º de julho de 2021, cujos diplomas não tenham sido confeccionados pela instituição de ensino, poderão entregar certidão emitida pelo educandário, declarando ter o candidato concluído todos os créditos exigidos no curso, ter sido aprovado sem ressalvas no trabalho, monografia, dissertação ou tese, bem como ter cumprido todas as demais exigências do curso e no caso dos cursos de mestrado ou doutorado, que lhe foi outorgado o título correspondente. A certidão deve ser acompanhada obrigatoriamente de histórico escolar regularmente emitido.
    • 12.9 Não serão pontuados certificados de cursos de graduação para cargos de ensino superior, nem mesmo como cursos de aperfeiçoamento.
    • 12.10 Não serão pontuados segunda pós-graduação ou segunda graduação como cursos de aperfeiçoamento.
    • 12.11 Não serão pontuados, Títulos ou certificados de cursos sem conteúdo especificado caso não se possa aferir a relação com a área da educação.
    • 12.12 Não serão pontuados: boletim de matrícula, histórico escolar desacompanhado do certificado, atestados de frequência, ou outro documento que não ateste claramente que o curso foi concluído.
    • 12.13 Não serão pontuados títulos relativos a serviços prestados, remunerados ou não, de estágios ou monitorias, bem como participação em cursos, simpósios, congressos e etc., como docente, palestrante ou organizador.
    • 12.14 Só serão aceitos como comprovação de títulos as certidões, atestados, declarações, em papel timbrado da instituição, devidamente assinado, e que conste claramente que o curso foi concluído e a justificativa para a não emissão do certificado, acompanhado neste caso, obrigatoriamente do histórico de disciplinas e carga horária.
    • 12.15 Caso o certificado de conclusão não conste as disciplinas e carga horária, deverá ser acompanhado de histórico escolar emitido pela instituição de ensino.
    • 12.16 Só serão pontuados os certificados de cursos devidamente registrados no órgão emissor, exceto para os simpósios, feiras, congressos, oficinas, eventos, desde que contenha a carga horária.
    • 12.17 DA ENTREGA DOS TÍTULOS
      • 12.17.1 Face ao advento do COVID-19 e para evitar filas e aglomerações no posto de atendimento e nos correios a ENTREGA DOS TÍTULOS será preferencialmente por meio eletrônico;
      • 12.17.2 Ao enviar a documentação por meio eletrônico, o candidato declara sob as penas da lei que os documentos enviados são cópias fieis dos originais, não havendo qualquer rasura ou adulteração de dados.
      • 12.17.3 Para participar da prova de títulos o candidato deverá anexar cópias dos documentos solicitados e anexar/enviar para O Centro de Estudos UNIASE, conforme datas do cronograma deste edital, da seguinte forma:
    • 12.18 ENVIO ELETRÔNICO DE TÍTULOS
      • 12.18.1 O candidato deverá encaminhar para O Centro de Estudos UNIASE, via meio eletrônico, no período indicado no Cronograma de Execução, todos os títulos digitalizados, em arquivo(s) digital(is).
      • 12.18.2 O envio eletrônico de títulos estará disponível na Área do Candidato do site https://portal.uniaseconcursos.com.br/, em “minhas inscrições” na opção ‘Provas de Títulos’.
      • 12.18.3 No envio eletrônico de títulos, será disponibilizado número de campos de envio que corresponde à quantidade máxima de títulos por item. O candidato não poderá encaminhar mais de um título no mesmo campo de envio, nem mais títulos do que a quantidade máxima permitida.
      • 12.18.4 No envio eletrônico, não é necessário o envio do Formulário de Títulos (Anexos VI).
      • 12.18.5 O candidato deverá nomear o arquivo de cada título de forma que seja possível diferenciá-los.
    • 12.19 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS SOBRE O ENVIO DE TÍTULOS
      • 12.19.1 É de responsabilidade do candidato o correto upload dos arquivos para consulta da Banca Examinadora e sua inserção no campo adequado indicado no site de inscrição.
      • 12.19.2 Os títulos deverão ser digitalizados, se for o caso, frente e verso, sendo um arquivo por título. Caso necessário, orienta-se a utilização de ferramentas online de união de arquivos, para garantir que seja enviado apenas um arquivo para cada título.
      • 12.19.3 Os documentos deverão ser digitalizados com nitidez, em scanner, possuir o tamanho máximo de 5 Megabytes e o formato PDF. Deverão ser digitalizados os originais dos títulos e certificados (frente e verso). Não serão aceitas fotos tiradas de celular.
      • 12.19.4 Caso o candidato não possua nenhum meio de enviar os títulos via internet, poderá entregar pessoalmente ou por procurador devidamente constituído na sede do Centro de Estudos UNIASE ou posto de atendimento, até às 17 horas do dia estipulado no cronograma deste edital, em envelope LACRADO devidamente identificado com o nome, cargo e número de inscrição, ou ainda enviar pelo correio para a sede do Centro de Estudos UNIASE, enviando cópia de boa qualidade, de todas as folhas do documento (frente e verso se for o caso), em ambos os casos acompanhados OBRIGATORIAMENTE do Anexo V devidamente preenchido e de uma cópia do comprovante de inscrição, sob pena de não terem seus títulos avaliados.
      • 12.19.5 Os documentos enviados pelo correio devem ser postados com a necessária antecedência, pois só serão processados se entregues ao Centro de Estudos UNIASE rigorosamente no prazo previsto no cronograma do Edital.
    • 12.20 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS SOBRE A PROVA DE TÍTULOS
    • 12.21 O candidato declara, sob as penas da lei que:
    • a) A cópia do título/certificado/documento entregue/anexado é cópia fiel do documento original;
    • b) As divergências existentes na grafia do nome constante do título e daquele constante na inscrição decorrem de ato legal (casamento, divórcio, devendo ser anexado cópia de certidão).
    • c) Que no momento da contratação apresentarão os originais dos documentos anexados na plataforma deste seletivo.
    • 12.22 Em caso de dúvida de correlação da certificação apresentada com o cargo para o qual o candidato está inscrito, serão consideradas as áreas de conhecimento descritas na Tabela de Áreas de Conhecimento da CAPES/MEC ( https://www.capes.gov.br/valiação/instrumentos-de-apoio/tabela-de-areas-doconhecimento-avaliacao).
    • 12.23 O candidato está ciente de que a constatação de qualquer irregularidade, mesmo após a publicação do resultado final e ou nomeação, implica a anulação de todos os atos por ela afetados, inclusive o de nomeação, sem prejuízo das sanções legais.
    • 12.24 Não serão pontuados:
    • a) Os títulos não entregues pelos meios, prazo e locais determinados no presente Edital;
    • b) Os títulos protocolados com número de inscrição que não seja o da inscrição homologada do candidato ou com outros documentos (pedido de condição especial, comprovação para isenção de inscrição, comprovação para requerer vaga para pessoa com deficiência etc.);
    • c) Os documentos borrados, rasurados, riscados, incompletos ou cujo inteiro teor não seja facilmente legível;
    • d) Os que não atenderem, na íntegra, as condições impostas pelo Edital.
    • e) Os títulos dos candidatos que não atingiram a nota mínima exigida para aprovação na prova escrita.
    • 12.25 Passado o prazo para o envio e entrega dos títulos não serão aceitos pedidos de inclusão de documentos, sob qualquer hipótese ou alegação.
    • 12.26 Os documentos apresentados não serão devolvidos, seja qual for o motivo alegado pelo candidato.
    • 12.27 Não haverá em hipótese alguma, outra data e horário para entrega e entrega/envio de títulos.
    • 12.28 A não apresentação dos títulos não elimina o candidato do certame, sendo a este computado pontuação zero na prova de títulos para o cálculo da pontuação final.
    • 12.29 Comprovada em qualquer tempo, irregularidade ou ilegalidade na obtenção dos títulos do candidato, o candidato terá anulada a totalidade de pontos desta prova. Comprovada a culpa do candidato este será excluído do Processo Seletivo.
    • 12.30 A pontuação de títulos será somada à nota da prova escrita (NF = NPE + NPT).

Títulos (concluídos)

Descrição

Pontuação por Título

Pontuação Máxima

A) Títulos de pós-graduação

Certificado de pós-graduação na área de educação

Especialização (mínimo 360 h/a)

0,40

0,40

B) Graduação (Licenciatura em área específica do cargo) a partir da segunda fase.

3ª fase

0,05

0,40

4ª fase

0,10

5ª fase

0,15

6ª fase

0,20

7ª fase

0,25

8ª fase

0,30

9ª fase

0,35

10ª fase

0,40

  • 13 DA PROVA PRÁTICA PARA O CARGO DE MOTORISTA
    • 13.1 Serão observados todos os requisitos de segurança com relação à Covid19 para a realização da prova, observando os protocolos adotados pelo Ministério da Saúde, Vigilância Epidemiológica e legislação municipal, sendo obrigatório o uso de máscaras.
    • 13.2 Ao entrar no local da prova será obrigatório a utilização de álcool gel;
    • 13.3 A ocupação dos locais de prova respeitará a capacidade indicada pelas autoridades sanitárias.
    • 13.4 Ao se inscrever o candidato concorda com as medidas sanitárias tomadas para aplicação das provas. Caso não aceite submeter-se às normas exigidas, seja por crença, viés ideológico ou qualquer outro motivo, será automaticamente desclassificado do certame.
    • 13.5 A etapa 2 para o cargo de Motorista consiste na prova prática que se destina a avaliar os conhecimentos práticos que os candidatos possuem no desempenho de atividades que são inerentes ao cargo pleiteado, constando de demonstração prática de sua habilitação na execução das atribuições do cargo.
    • 13.6 Serão convocados para a realização da prova prática, todos os candidatos que fizerem a prova escrita.
    • 13.7 Os candidatos deverão comparecer conforme data constante do cronograma, confirmada através de edital de convocação, caso não comparecerem para a realização da prova prática serão eliminados do certame.
    • 13.8 Os locais de realização das provas práticas serão definidos e divulgados no ato de convocação, cabe ao candidato manter-se informado.
    • 13.9 Os candidatos deverão se apresentar ao coordenador da prova prática, conforme definido no ato convocatório, sob pena de serem declarados eliminados do certame.
    • 13.10 Realizada a prova prática, será considerado aprovado o candidato que obtiver nota igual ou superior a 5,00 (cinco) pontos, estando eliminado do certame o candidato que não atingir esta nota na prova prática.
    • 13.11 A Prova Prática terá caráter classificatório sendo a nota da prova prática somada à nota da prova escrita, conforme a seguinte fórmula: NF = NPE x 3 + NPP x 7 / 10

  • 14 DA DATA, HORÁRIO E DETERMINAÇÕES GERAIS DA PROVA PRÁTICA
    • 14.1 A prova prática será realizada no mesmo dia da prova escita conforme data do cronograma, em local a ser anunciado no edital de convocação e informado no momento da prova escrita.
    • 14.2 Para realizarem a Prova Prática, todos os candidatos convocados e presentes na prova escrita deverão se apresentar no local e horário com antecedência, para identificação, chamada e receber instruções, vestidos com trajes e calçados de acordo com as atividades exercidas, portando documento de identificação com foto, CARTEIRA MOTORISTA D não serão aceitando cópias, mesmo que autenticadas ou qualquer tipo de protocolo.
    • 14.3 Os candidatos ao serem chamados assinarão a lista de presença e em hipótese alguma haverá segunda chamada, seja qual for o motivo alegado.
    • 14.4 O candidato não poderá alegar qualquer desconhecimento sobre a realização da prova como justificativa de sua ausência ou atraso.
    • 14.5 Não será aplicada prova fora do dia, horário e local diferente daquele informado na data da prova.
    • 14.6 Os equipamentos, veículos, máquinas, ferramentas, utensílios e materiais que deverão ser utilizados na prova prática serão fornecidos pelo Município, no estado em que se encontrarem.
    • 14.7 Quando couber, estarão à disposição dos candidatos, junto com as ferramentas e materiais que empregarão para a realização da tarefa, os equipamentos de proteção individual determinados pela legislação em vigor. A recusa em usá-los ou o seu uso de forma inadequada implicará na desclassificação do candidato.
    • 14.8 O candidato que oferecer risco para si, para os avaliadores e para o equipamento, provocando acidentes e prejuízos físicos e materiais será responsabilizado pelo ato e será automaticamente eliminado do certame. O candidato ao assinar a lista de presença fica ciente de sua responsabilidade.
    • 14.9 Os casos de alterações psicológicas ou fisiológicas (contusões, luxações, etc.) que impossibilitem o candidato de submeter-se aos testes, ou de neles prosseguir, ou que lhe diminuam a capacidade físico orgânica, não serão considerados para fins de tratamento diferenciado ou repetir a prova e nem lhe conferem o direito de realizar a prova em outra oportunidade.
    • 14.10 Após a identificação dos candidatos, estes receberão as instruções quanto às provas práticas e o local de movimentação e permanecerão à espera do fiscal que vai lhes acompanhar até o local de realização da prova.
    • 14.11 Será considerado desistente e eliminado do certame o candidato que não comparecer, chegar atrasado ou que se ausentar do recinto sem autorização da comissão do Seletivo antes de realizar seu teste.
    • 14.12 Durante a realização da prova prática é proibido utilizar telefones celulares e ou qualquer outro equipamento de comunicação, usar equipamento de som de qualquer natureza, fumar ou ingerir qualquer medicamento, alimento ou bebida, exceto água acondicionada em garrafa de material plástico transparente e sem rótulo.
    • 14.13 Ao concluir a sua prova, o candidato deverá retirar-se imediatamente do local sem comunicar-se com os demais candidatos.
    • 14.14 A prova poderá ser filmada e gravada e o candidato ao assinar o termo de realização da prova prática concordará e atestará terem sido cumpridas todas as normas editalícias, declarando estar ciente de que é responsável por qualquer dano ao equipamento, avaliadores ou transeuntes.
    • 14.15 No desenvolvimento da Prova Prática, cada candidato será avaliado, através de itens constantes em uma planilha de avaliação elaborada para esta finalidade.
    • 14.16 Por razões de ordem técnica ou meteorológica a prova poderá ser adequada ou transferida a data, local e horário da realização da Prova prática. Os candidatos serão avisados por comunicado no sítio do Seletivo e ou por aviso fixado no mural e ou porta de entrada principal do local anteriormente marcado para a sua realização, quando o evento determinante da alteração for de natureza imprevisível.

  • 15 DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA PROVA PRÁTICA PARA OS CARGOS DE MOTORISTA
    • 15.1 O candidato deve operar o veículo/equipamento de forma adequada, partindo do local em que se encontra, sem cometer erros ou demonstrar insegurança que ofereça risco para si, para os avaliadores e para o equipamento, atendendo as orientações de execução definidas pelo avaliador, de forma adequada, atendendo aos critérios indicados. Ao final do teste o veículo/equipamento deverá ser conduzido, se for o caso, ao seu local de origem.
    • 15.2 O exame de direção veicular será realizado em percurso comum a todos os candidatos, a ser determinado no dia da prova, com duração máxima de até 15 (quinze minutos), onde será avaliado o comportamento do candidato com relação aos procedimentos a serem observados durante o trajeto, as regras gerais de trânsito e o desempenho na condução do veículo, tais como: rotação do motor, uso do câmbio, freios, localização do veículo na pista, velocidade desenvolvida, obediência à sinalização de trânsito (vertical e horizontal) e semafórica, como também outras situações durante a realização do exame.
    • 15.3 Para realizar a prova prática os candidatos aos cargos de motorista, deverão apresentar carteira nacional de habilitação- CNH, a qual deverá ter sido obtida ou renovada até a data da realização da Prova Prática, sem a qual não poderá realizar a prova, conforme o cargo de acordo com o descrito abaixo:
    • 15.4 O candidato que deixar de apresentar carteira de habilitação será automaticamente eliminado.
    • 15.5 Não serão aceitos certificados de autoescola, comprovantes de encaminhamento, boletins de extravio ou furto, ou outro documento que não seja a carteira de habilitação.
    • 15.6 No caso de eventual pane mecânica não causada pelo candidato, que implique na troca do veículo, a prova será retomada a partir do momento em que foi interrompida, permanecendo válida a pontuação até o momento da interrupção.
    • 15.7 Os candidatos realizarão a prova, nos seguintes veículos:
    • 15.8 Para que o candidato seja declarado apto ao cargo, a nota mínima será obtida da seguinte forma:

Motorista (Categoria D)

CNH - Carteira Nacional de Habilitação na categoria "D".

Motorista (Categoria D) –

Micro-ônibus

  • a) O candidato iniciará a prova prática com 10 (dez) pontos, e no decorrer do trajeto serão apontadas as faltas cometidas, sendo descontados pontos conforme quadro a seguir:

Categoria da Falta

Pontos a serem descontados

Quantidade de Faltas avaliadas em cada categoria

Faltas Graves

1,00

12

Faltas Médias

0,50

11

Faltas Leves

0,25

06

  • b) A categoria de faltas previstas no item anterior, constarão do formulário de avaliação com a seguinte descrição:

Faltas Graves:

  • - Descontrolar-se no plano, no aclive ou declive;
  • - Entrar na via preferencial sem o devido cuidado;
  • - Utilizar a contramão de direção;
  • - Subir na calçada destinada ao trânsito do pedestre;
  • - Deixar de observar a sinalização da via. Sinais de regulamentação;
  • - Deixar de observar as regras de ultrapassagem de preferência da via ou mudança de direção;
  • - Exceder a velocidade indicada para a via;
  • - Dirigir apenas com uma das mãos;
  • - Deixar de observar a preferência do pedestre quando estiver ele atravessando a via transversal na qual o veículo vai entrar ou ainda quando o pedestre não tiver cuidado na travessia inclusive na mudança de sinal;
  • - Deixar a porta do veículo aberta ou semiaberta durante o percurso da prova ou parte dela; - Fazer incorretamente a sinalização devida ou deixar de fazê-la; - Deixar de usar o cinto de segurança.

Faltas Médias:

  • - Executar o percurso da prova ou parte dela, sem estar o freio de mão inteiramente livre;
  • - Trafegar em velocidade inadequada para as condições da via;
  • - Interromper o funcionamento do motor sem justa razão, após o início da prova;
  • - Fazer conversão com imperfeição;
  • - Usar buzina sem necessidade ou em local proibido;
  • - Desengrenar o veículo nos declives;
  • - Colocar o veículo em movimento sem observar as cautelas necessárias;
  • - Avançar sobre o balizamento demarcado quando na colocação do veículo na vaga;
  • - Usar o pedal da embreagem antes de usar o pedal do freio nas frenagens;
  • - Utilizar incorretamente os freios;
  • - Não colocar o veículo na área balizada com o máximo de 3 (três) tentativas.

Faltas Leves:

  • - Negligenciar o controle do veículo provocando nele movimento irregular;
  • - Ajustar incorretamente o banco do veículo destinado ao condutor;
  • - Não ajustar devidamente os espelhos e retrovisores;
  • - Apoiar o pé no pedal de embreagem com o veículo engrenado e em movimento;
  • - Engrenar as marchas de maneira incorreta;
  • - Interpretar com insegurança as condições dos instrumentos do painel.
    • 15.9 Dependendo do número de candidatos no cargo, as provas poderão ser realizadas em mais de um veículo/equipamento do mesmo tipo (Exemplo onibus1, onibus2, onibus3 - caminhão1, caminhão2, caminhão3), neste caso haverá sorteio para determinar em qual veículo/equipamento o candidato realizará a prova.

  • 16 DA APROVAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO FINAL

17.1. A nota final do candidato será obtida mediante as seguintes fórmulas:

a) para os cargos com prova prática: NF = NPE x 3 + NPP x 7 / 10

b) para os cargos com prova de títulos: NF = NPE + NPT

c) para os cargos somente com prova escrita: NF = NPE

(NF = Nota Final - NPE = Nota da prova escrita - NPT = Nota pontuação de títulos - NPP = Nota da prova prática)

17.2. São considerados aprovados neste Processo Seletivo os candidatos que atingirem nota final igual ou superior a 04,00 (quatro) pontos.

17.3. Os candidatos serão classificados por cargo, em ordem decrescente da nota final, expressa com 2 (duas) decimais sem arredondamento.

17.4. DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE

17.4.1. Ocorrendo empate na nota final aplicar-se-á para o desempate, os seguintes critérios:

  • a) Para todos os cargos, em conformidade com artigo 27 da Lei Federal 10.741/03, para os candidatos que se enquadrarem na condição de idoso nos termos do Artigo 1º da mencionada Lei (possuírem 60 anos completos ou mais).
  • b) Para os casos previstos na Lei 11.689/2008, será assegurada a preferência em igualdade de condições em Processo Seletivo, desde que jurados, devidamente comprovado.

17.4.2. Para os candidatos que não se enquadrarem nas condições acima, na hipótese de igualdade de notas, o desempate será feito através dos seguintes critérios:

  • a) Maior nota nas questões de Conhecimentos Específicos;
  • b) Maior nota nas questões de Conhecimentos Básicos;
  • c) Maior idade, contada com base na idade em dia, meses e anos no dia da realização da prova escrita.
  • d) Sorteio público.

17.4.3. As pessoas com deficiência integrarão lista especial de classificação.

  • 17 DOS RECURSOS
    • 17.1 Caberão recursos contra as normas deste edital, o indeferimento da inscrição, o conteúdo das provas e gabarito provisório, pontuação das provas escritas objetivas e práticas, bem como dos resultados finais e classificatórios, exceto da homologação do resultado final do Processo Seletivo, quando forem exauridos os recursos.
    • 17.2 Os recursos deverão ser interpostos no prazo estabelecido no ato de divulgação até às 17 horas do primeiro dia útil posterior à publicação, no site do Processo Seletivo na Internet, do ato em desfavor do qual quer o candidato recorrer.
    • 17.3 Os recursos poderão ser interpostos da seguinte maneira:
    • 17.4 Recursos Via Internet:
    • a) Acessar a área do candidato no site https://portal.uniaseconcursos.com.br/, e realizar login identificando-se.
    • b) Na área do candidato em “minhas inscrições” localizar o Processo Seletivo Edital xx/2021 de RIO DO CAMPO;
    • c) Localize o botão “Meus Recursos” (inferior do quadro) digitar o seu recurso ou motivo que gerou o recurso com a devida fundamentação.
    • d) No caso de recursos contra questões da prova objetiva, identificar o número da prova e o número da questão (fundamentando sua argumentação e indicando referência bibliográfica.
    • e) Para cada questão deverá ser enviado um único formulário de recurso.
    • f) Caso necessite anexar arquivos anexe apenas um por recurso. Caso haja mais de um arquivo para um único recurso deve-se compactá-los (ZIP) em um único arquivo. Serão aceitos arquivos do tipo: jpg,png,gif,jpeg,bmp,doc,docx,xls,xlsx,pdf,txt,zip e rar.
    • g) Clicar em “enviar”
    • 17.5 É de inteira responsabilidade do candidato acessar a área do candidato e enviar e/ou digitar seu recurso corretamente, e/ou enviar os anexos para o endereço eletrônico correto sendo que a resposta será divulgada em forma de edital publicado no site do www.uniase.com.br, após encerrados os recursos e da análise da banca examinadora que terá o prazo de dois dias úteis para emitir seus pareceres.
    • 17.6 O Centro de Estudos UNIASE não se responsabiliza pelo não recebimento dos recursos, por motivo de ordem técnica como congestionamento, caixa de e-mail lotada, antivírus, spam, arquivo muito grande (aconselha-se enviar compactado).
    • 17.7 Os recursos deverão conter o nome do candidato recorrente, nome do cargo, número da questão e da disciplina quando for o caso.
    • 17.8 Não serão recebidos recursos interpostos por qualquer outro meio a não ser o descrito neste Edital.
    • 17.9 Os recursos intempestivos não serão conhecidos e os inconsistentes ou fora do padrão e sem fundamentação ou referência bibliográfica não serão providos.
    • 17.10 Recursos cujo teor desrespeite a banca serão preliminarmente indeferidos.
    • 17.11 No caso de anulação de qualquer questão os pontos a ela correspondentes serão atribuídos a todos os candidatos que a responderam.
    • 17.12 No caso de troca de gabarito, por erro ou falha de digitação na indicação da resposta correta no gabarito provisório, será corrigido no gabarito final.
    • 17.13 As decisões dos recursos serão dadas a conhecer coletivamente através de ato publicado no site www.uniase.com.br, não serão enviadas respostas individuais aos candidatos.
    • 17.14 Caso haja necessidade os documentos individuais comprobatórios serão publicados na área restrita do candidato.
    • 17.15 Após análise dos recursos interpostos ou por constatação e ou correção de erro material, poderá haver alteração da nota, pontuação e ou classificação inicialmente obtida pelo candidato, para uma nota, pontuação e ou classificação superior ou inferior ou, ainda desclassificação do candidato que não obtiver, feitas as correções exigidas, a nota mínima na prova escrita objetiva ou nas demais avaliações realizadas.
    • 17.16 A decisão exarada nos recursos, pela Banca Avaliadora é irrecorrível na esfera administrativa.
    • 17.17 Em nenhuma hipótese serão aceitos pedidos de revisão de recursos ou recurso contra o gabarito oficial definitivo.

  • 18 DA HOMOLOGAÇÃO DO RESULTADO FINAL
    • 18.1 A homologação do resultado final deste Processo Seletivo, se dará através de decreto do executivo devidamente publicado nos meios legais e no endereço eletrônico do Processo Seletivo e no órgão oficial do município, com a classificação dos aprovados em ordem decrescente de notas.
    • 18.2 Os atos e resultados serão divulgados no site www.uniase.com.br.

  • 19 DA CONVOCAÇÃO E ADMISSÃO
    • 19.1 A convocação para admissão obedecerá rigorosamente à ordem de classificação dos candidatos aprovados e o número de vagas disponibilizadas, observada a necessidade da Prefeitura do Município de Rio do Campo/Secretaria Municipal de Educação, dentro do prazo de validade do Processo Seletivo, por tempo determinado, com base no inciso IX, do artigo 37, da Constituição Federal.
    • 19.2 A simples aprovação no Processo Seletivo não gera direito à admissão, pois a Prefeitura do Município de Rio do Campo/SC que convocará apenas o número de aprovados, de acordo com seu critério que julgar necessário.
    • 19.3 Caso o candidato convocado possua outro cargo/emprego, cargo ou função pública, acumulável na forma do artigo 37, inciso XVI, alíneas “a”, “b” e “c”, da Constituição Federal, deverá apresentar declaração firmada pelo órgão ou entidade pública contratante contemplando o horário em que exerce suas funções, para fins de averiguação de compatibilidade de horários.
    • 19.4 Por ocasião da convocação que antecede a contratação, os candidatos classificados deverão apresentar documentos originais, acompanhados de uma cópia que comprovem os requisitos para provimento e que deram condições de inscrição, estabelecidas no Edital.
    • 19.5 A convocação que trata o item anterior será realizada através de Edital de Chamamento publicado no site da Secretária Municipal de Educação, o candidato deverá apresentar-se à Secretaria de Educação do Município de Rio do Campo/SC na data estabelecida no mesmo.
    • 19.6 Os candidatos convocados deverão apresentar os documentos conforme Edital de Chamamento Publicado no site da Secretária Municipal de Educação e Prefeitura Municipal de Rio do Campo .
    • 19.7 Caso haja necessidade, a Prefeitura do Município de Rio do Campo/SC poderá solicitar outros documentos complementares.
    • 19.8 A inexatidão das afirmativas e/ou irregularidades de documentos, mesmo que verificadas posteriormente, acarretarão a nulidade da inscrição, desqualificação e desclassificação do candidato, com todas as decorrências, sem prejuízo das medidas de ordem administrativa, civil e criminal.
    • 19.9 Por ocasião da admissão, o candidato aprovado no Processo Seletivo fica sujeito ao regime empregatício adotado pela Prefeitura do Município de Rio do Campo/SC e às normas regulamentadoras atinentes aos servidores municipais, condicionando-se a investidura à aprovação em exame médico admissional a ser realizado por médico do trabalho, o qual servirá de avaliação de aptidão para o desempenho do cargo/emprego, nos termos deste documento.
    • 19.10 No caso de desistência do candidato selecionado, quando convocado para uma vaga, o fato será formalizado pelo mesmo através de Termo de Desistência Definitiva.
    • 19.11 O candidato que não se apresentar no local, data e horário determinado para a escolha de vaga, bem como aquele presente que não aceitar nenhumas das vagas oferecidas, continuará na ordem de classificação, entretanto, deverá aguardar o término da lista de candidatos para uma nova chamada.
    • 19.12 Para os cargos de Professor de áreas especificas, a carga horária será definida no momento da escolha de vagas/contratação de acordo com o interesse da municipalidade e conforme o quadro de vagas que será publicado na convocação, podendo alterar a sua carga horária após a contratação.
    • 19.13 O candidato classificado se obriga a manter atualizado seu endereço para correspondência perante a Prefeitura do Município de Rio do Campo/SC, após o resultado final.
    • 19.14 É de responsabilidade do candidato acompanhar as chamadas e manter atualizado seus dados, endereço e telefones de contatos através da Prefeitura Municipal de Rio do Campo.

  • 20 DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIA
    • 20.1 Delega-se competência ao Centro de Estudos UNIASE – Centro de Estudos UNIASE, para:
  • a) Receber os requerimentos de inscrições;
  • b) Emitir os documentos e listagens para a homologação das inscrições;
  • c) Aplicar, julgar e corrigir as provas escritas e práticas;
  • d) Apreciar os recursos previstos neste edital;
  • e) Emitir relatórios de classificação dos candidatos;
  • f) Prestar informações sobre o Processo Seletivo dentro de sua competência;
  • g) Atuar em conformidade com as disposições deste edital.
  • h) Responder, em conjunto com o município de RIO DO CAMPO eventuais questionamentos de ordem judicial e/ou recomendação ministerial.
    • 20.2 Delega-se à Administração Municipal e a Secretaria Municipal de Educação, a definição dos tipos de prova, requisitos exigidos, carga horária e remuneração e demais regras constantes no termo de refêrnecia do processo licitatório e a fiscalização e supervisão do certame está a cargo da Secretaria Municipal de Educação.
    • 20.3 As providências e atos necessários para a convocação, nomeação e posse dos candidatos aprovados/classificados e habilitados são de competência e responsabilidade da Administração do Município de RIO DO CAMPO.

  • 21 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
    • 21.1 O acompanhamento das publicações, editais, avisos e comunicados referentes ao Processo Seletivo é de responsabilidade exclusiva do candidato.
    • 21.2 Não serão prestadas informações por telefone relativas a número de inscritos por cargo ao resultado do Processo Seletivo e respostas de recursos. Informações que constam no edital não serão dadas via telefone, o candidato antes de inscrever-se deve ler atentamente o edital.
    • 21.3 Não serão dadas por telefone informações a respeito de datas, locais e horários de realização das provas. O candidato deverá observar rigorosamente os editais e os comunicados a serem divulgados na forma descrita neste edital.
    • 21.4 É de responsabilidade do candidato manter seu endereço, e-mail e telefone atualizados para viabilizar eventuais contatos que se façam necessários, na área do candidato até a data de homologação do resultado final e após esta data no Setor de Recursos Humanos da Prefeitura de RIO DO CAMPO, até que expire a validade do Processo Seletivo, sob pena de considerar válidas as comunicações realizadas com base nos dados constantes nos registros.
    • 21.5 A qualquer tempo poder-se-á anular a inscrição, prova e/ou tornar sem efeito a nomeação do candidato, em todos os atos relacionados ao Processo Seletivo, quando constatada a omissão, declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com a finalidade de prejudicar direito ou criar obrigação.
    • 21.6 Comprovada a inexatidão ou irregularidades descritas no item retro, o candidato estará sujeito a responder criminalmente por seu ato.
    • 21.7 O Município de RIO DO CAMPO e o Centro de Estudos UNIASE não se responsabilizam por quaisquer cursos, textos, apostilas, divulgações e outras publicações referentes a este Processo Seletivo sejam na imprensa ou em outros sítios eletrônicos, que não seja aquelas divulgadas no site oficial www.uniase.com.br.
    • 21.8 Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos enquanto não consumada a providência ou evento que lhes disser respeito, circunstância que será mencionada em Edital ou aviso a ser publicado, sendo responsabilidade do candidato manter-se informado, acompanhando as publicações no site www.uniase.com.br.
    • 21.9 As despesas relativas à participação do candidato no Processo Seletivo e à apresentação para posse e exercício correrão a expensas do próprio candidato, inclusive quando da mudança da data ou reaplicação das provas.
    • 21.10 No exame da tempestividade dos recursos, solicitações e documentos enviados à Comissão de Processo Seletivo, encaminhados via postal com Aviso de Recebimento – AR (correios), será considerada a data de entrega.
    • 21.11 É vedada a inscrição neste Processo Seletivo de quaisquer membros da Comissão de Processo Seletivo, tanto da Prefeitura do Município de RIO DO CAMPO como dO Centro de Estudos UNIASE, inclusive qualquer parente dos membros das comissões até 2º grau.
    • 21.12 Os cadernos de prova escrita serão mantidos sob a responsabilidade do Centro de Estudos UNIASE, por um período de 3 (três) meses, após a homologação do resultado final, quando serão incinerados. Os demais apontamentos, após 6 (seis) meses da homologação do resultado serão incinerados, com registro em ata.
    • 21.13 A Secretaria Municipal de Educação do Município de RIO DO CAMPO e do Centro de Estudos UNIASE poderão justificadamente, alterar as normas previstas nos itens deste edital e seus desdobramentos, desde que com a finalidade de preservar o bom andamento do certame.
    • 21.14 Os casos omissos e os casos duvidosos serão resolvidos conjuntamente, em caráter irrecorrível, pela Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura do município de RIO DO CAMPO e do Centro de Estudos UNIASE.
    • 21.15 Fica eleito, para dirimir qualquer questão relacionada com o Processo Seletivo previsto neste Edital o Foro da Comarca de Rio do Campo/SC.
    • 21.16 São partes integrantes deste edital os seguintes anexos: Anexo I – Cronograma; Anexo II- Atribuições dos Cargos; Anexo III– Conteúdo Programático; Anexo IV– Requerimento de Vaga de Deficiente e Condição Especial para Realizar a prova; Anexo V – Requerimento de Isenção de Taxa de Inscrição; VI- Formulário de Títulos;

RIO DO CAMPO (SC), 06 de dezembro de 2021.

Vidal Balak

Prefeito de Rio do Campo

ANEXO I

CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES

Evento

Data sugerida

Inscrições pela internet (on-line) no período de:

07/12/2021 a partir das 12h00min a 04/01/22

Período para solicitar isenção de pagamento da taxa de inscrição

07/12 a 20/12/2021

Divulgação da lista de isentos de pagamento da taxa de inscrição

21/12/2021

Prazo de Recurso contra Indeferimento da isenção da taxa de inscrição

21 e 22/12/2021

Pagamento da taxa de inscrição para todos os candidatos prazo final dia:

05/01/2022

Requerimento de Vaga para Deficiente e condição especial para realizar a prova, prazo final para envio por Sedex/AR do requerimento.

07/12/2021 a 04/01/22

Prazo final recebimento dos títulos (on line, presencial e sedex)

07/12/2021 a 04/01/22

Homologação das Inscrições, divulgação das inscrições indeferidas de todos os candidatos

06/01/2022

Recursos contra indeferimento das inscrições

06 e 07/01/2022

Divulgação definitiva dos inscritos (caso haja alteração)

11/01/2022

Divulgação dos Locais de provas e horários definitivos

13/01/2022

PROVAS ESCRITAS

16/01/2022

Divulgação do Gabarito preliminar

17/01/2022

Recursos contra a prova escrita e questões

17 e 18/01/2022

Divulga Gabarito Definitivo e julgamento dos recursos contra prova escrita OBJETIVA e Prova Prática.

24/01/2022

Divulga classificação Preliminar da prova escrita objetiva, e títulos e prova prática

24/01/2022

Recursos contra a classificação preliminar da prova escrita objetiva e títulos e prova prática.

24 e 25/01/2022

Divulga a Classificação Final

26/01/2022

28/01/2022

Homologação do resultado final

26/01/2022

28/01/2022

ANEXO II

ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

CARGOS ALFABETIZADO/FUNDAMENTAL

AUXILIAR AGENTE DE SERVIÇOS GERAIS

Executar trabalho rotineiro de limpeza em geral em edifícios, prédios e dependências, escolares, espanando, varrendo, lavando ou encerando dependências, móveis, utensílios e instalações, louças, talheres, copos, vasilhames, panelas e outros para manter as condições de higiene e conservação. - Remover o pó dos móveis, paredes, tetos, portas, janelas e equipamentos, espanando-os ou limpando-os com, flanelas ou vassouras apropriadas para conservar-lhes a aparência. - Limpar utensílios, como cinzeiros e objetos de adorno, utilizando pano, esponja ou outros materiais de limpeza, embebidos em água e sabão, detergentes e/ou outros produtos de limpeza, para manter a boa aparência dos locais. - Arrumar banheiros e toaletes, limpando-os e reabastecendo-os com papel sanitário, toalhas e sabonetes, para conservá-los em condições de uso. - Coletar o lixo de depósitos, recolhendo-os em latões, para depositá-lo em lixeiras ou incineradores. - Preparar a alimentação, temperando, amassando e triturando os alimentos de acordo com as instruções recebidas para atender ao regime alimentar adequado, auxiliando as crianças nas suas refeições, para garantir o bem estar e o desenvolvimento sadio das mesmas. - Separar os materiais a serem utilizados na confecção da refeição ou merenda, escolhendo panelas, temperos, molhos e outros ingredientes para facilitar a sua manipulação. - Preparar os alimentos, de maneira a garantir a forma e o sabor adequados a cada prato ou para seguir a receita. - Fazer a cocção dos alimentos utilizando a forma e o vasilhame mais adequado. - Fazer a limpeza dos talheres e utensílios, solicitando ou fazendo a lavagem dos mesmos, para assegurar a sua posterior utilização em condições de higiene. - Controlar o estoque de ingredientes, verificando seu nível e o estado dos que estão sujeitos a deterioração para providenciar as reposições necessárias. - Executar outras atividades correlatas ou complementares, inerentes à função e/ou determinadas pelos superiores hierárquicos.

MOTORISTA

Dirige veípiorculos automotores de transporte de carga ou de passageiros, acionando os comandos de marcha e direçaeo e conduzindo-o em trajeto determinado de acordo com as regras de traicnsito e as instruçoees recebidas, para efetuar o transporte de particulares, funcionarrios, autoridades e outros, obedecendo a regulamentos especípiorficos, conforme o Decreto Municipal 2.119/2007.

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

PROFESSORES

Atividades de doceicncia, conforme Lei Complementar Municipal n° 001/2009 e alteraçoees.

PSICOLOGO

Analisar a influência dos fatores hereditários, ambientais e de outra espécie que atuam sobre o indivíduo, entrevistando o paciente, consultando sua ficha de atendimento, aplicando testes, elaborando psicodiagnóstico e outros métodos de verificação, para orientar-se no diagnóstico e tratamento psicológico de certos distúrbios emocionais e de personalidades, estudando características individuais e aplicando técnicas adequadas, para restabelecer os padrões normais de comportamento e relacionamento humano. - Elaborar e aplicar testes, utilizando seu conhecimento e prática de seus métodos psicológicos, para determinar o nível de inteligência, faculdades, aptidões, traços de personalidade e outras características pessoais, possíveis desajustamentos ao meio social ou de trabalho ou outros problemas de ordem psíquica e recomendar a terapia adequada. - Participar da elaboração de análises ocupacionais, observando as condições de trabalho e as funções e tarefas típicas de cada ocupação, para identificar as aptidões, conhecimentos e traços de personalidade compatíveis com as exigências de ocupação e estabelecer um processo de seleção e orientação no campo profissional. - Atuar no campo educacional, estudando a importância da motivação no ensino, novos métodos de ensino e treinamento, a fim de contribuir para o estabelecimento de currículos escolares e técnicas de ensino adequados e,

determinação das características especiais necessárias ao professor. - Reunir informações a respeito de pacientes, transcrevendo os dados psicopatológicos obtidos em testes e exames, para fornecer aos médicos, analistas e psiquiatras subsídios indispensáveis ao diagnóstico e tratamento das respectivas enfermidades. - Diagnosticar a existência de possíveis problemas na área de psicomotricidade, disfunções cerebrais mínimas, disritmias, dislexias e outros distúrbios psíquicos, aplicando e interpretando provas e outros reativos psicológicos, para aconselhar o tratamento ou a forma de resolver as dificuldades momentâneas. - Executar outras atividades compatíveis com a formação e características do cargo por determinação superior hierárquica.

NUTRICIONISTA

Examinar o estado de nutrição do indivíduo ou do grupo, avaliando diversos fatores relacionados com problemas de alimentação, como classe social, meio de vida e outros, para aconselhar e instruir a população. - Proceder ao planejamento e elaboração de cardápios e dietas especiais, baseando-se na observação da aceitação dos alimentos pelos comensais e no estudo dos meios e técnicas de introdução gradativa de produtos naturais mais nutritivos e econômicos, para oferecer refeições balanceadas. - Programar e desenvolver o treinamento, em serviço, de pessoal auxiliar de nutrição, realizando entrevistas e reuniões e observando o nível de rendimento, de habilidade, de higiene e de aceitação dos alimentos pelos comensais, para racionalizar e melhorar o padrão técnico dos serviços. - Orientar o trabalho do pessoal auxiliar, supervisionando o preparo, distribuição de refeições, recebimento de gêneros alimentícios, sua armazenagem e distribuição para possibilitar um melhor rendimento do serviço. - Atuar no setor de nutrição dos programas de saúde, planejando e auxiliando sua preparação para atender às necessidades de grupos particulares ou da coletividade. - Preparar programas de educação e readaptação em matéria de nutrição, avaliando a alimentação de coletividades sadias e enfermas, para atender às necessidades individuais e/ou do grupo e incutir bons hábitos alimentares. - Efetuar o registro das despesas e das pessoas que receberam refeições, fazendo anotações em formulários apropriados para estimar custo médio da alimentação. - Zelar pela ordem e manutenção de boas condições higiênicas, inclusive extinção de moscas e insetos em todas as áreas e instalações relacionadas com o serviço de alimentação, orientando e supervisionando os serviços e providenciando recursos adequados, para assegurar a confecção de alimentação sadia - Promover o conforto e a segurança do ambiente de trabalho, dando orientações a respeito para prevenir acidentes. - Participar de comissões e grupos de trabalho encarregados da compra de gêneros alimentícios, alimentos semi-preparados e refeições preparadas, aquisição de equipamentos, maquinaria e material específico, emitindo opiniões de acordo dom seus conhecimentos para garantir regularidade no serviço. - Elaborar mapa dietético, verificando no prontuário dos doentes a prescrição da dieta, dados pessoais e o resultado de exames de laboratórios, para estabelecer tipo de dieta e distribuição e horário da alimentação de cada enfermo. - Executar outras atividades correlatas ou complementares, inerentes à função e/ou determinadas pelos superiores hierárquicos.

Fonoaudiologo

Avaliar as deficiências dos pacientes, realizando exames fonéticos, da linguagem, audiometria, além de outras técnicas próprias para estabelecer plano de tratamento ou terapêutico.

Elaborar plano de tratamento dos pacientes, baseando-se nos resultados da avaliação do fonoaudiólogo, nas peculiaridades de cada caso e se necessário nas informações médicas.

Desenvolver trabalho de prevenção no que se refere à área de comunicação escrita e oral, voz e audição.

Desenvolver trabalhos de correção de distúrbios da palavra, voz, linguagem e audição, objetivando a reeducação neuromuscular e a reabilitação do paciente.

Avaliar os pacientes no decorrer do tratamento, observando a evolução do processo e promovendo os ajustes necessários na terapia adotada.

Promover a reintegração dos pacientes à família e a outros grupos sociais.

Elaborar pareceres, informes técnicos e relatórios, realizando pesquisas, entrevistas, fazendo observações e sugerindo medidas para implantação, desenvolvimento e aperfeiçoamento de atividades em sua área de atuação.

Participar da equipe de orientação e planejamento escolar, inserindo aspectos preventivos ligados à fonoaudiologia.

Participar das atividades administrativas, de controle e de apoio referentes à sua área de atuação.

Participar das atividades de treinamento e aperfeiçoamento de pessoal técnico e auxiliar, realizando-as em serviço ou ministrando aulas e palestras, a fim de contribuir para o desenvolvimento qualitativo dos recursos humanos em sua área de atuação.

Participar de grupos de trabalho e/ou reuniões com unidades da Administração Municipal e outras entidades públicas e particulares, realizando estudos, emitindo pareceres ou fazendo exposições sobre situações e/ou problemas identificados, opinando, oferecendo sugestões, revisando e discutindo trabalhos técnico-científicos, para fins de formulação de diretrizes, planos e programas de trabalho afetos, direta ou indiretamente, à política de atendimento à criança e ao adolescente.

Realizar outras atribuições compatíveis com sua especialização profissional.

ANEXO III

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ATENÇÃO:

Poderão ser objeto de questões quaisquer alterações na legislação constante dos programas das provas, havidas e publicadas até o dia da publicação do presente edital. Nas questões relacionadas a conhecimentos de informática, salvo expressa menção do programa e ou enunciado, as perguntas poderão estar relacionadas a qualquer versão dos softwares existentes no mercado. As bibliografias são meramente sugestões ficando a cargo do candidato pesquisar e adquirir o material para estudo. Será cobrado o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, que entrou definitivamente em vigor em 01/01/2016. Conhecimentos Gerais e Atualidades podem se referir a qualquer evento ou texto da atualidade.

CARGOS DE NÍVEL ALFABETIZADO

LÍNGUA PORTUGUESA

Língua portuguesa: Compreensão e interpretação de textos. Palavras sinônimas e antônimas. Divisão silábica. Classificação de palavras quanto ao número de sílabas. Classes gramaticais: substantivo, adjetivo, artigo, numeral, pronome (pessoal, demonstrativo e possessivo). Pontuação: vírgula, ponto final, ponto de interrogação e ponto de exclamação. Tipos de frases: declarativa, interrogativa e exclamativa.

MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO

Noções de cálculos, situações-problema para uso das operações básicas. Unidades de Medidas. Cálculo de área. Figuras Geométricas. Operações com números naturais: adição, subtração, multiplicação e divisão; grandezas e medidas; conjuntos. Medidas de tempo, porcentagem, juros simples e Raciocínio Lógico.

CONHECIMENTOS GERAIS

Análise de assuntos relevantes e atuais das áreas de política, economia, sociedade, educação, ciência e tecnologia, energia, esporte, turismo, relações internacionais, desenvolvimento sustentável e ecologia, suas inter-relações e suas vinculações históricas. Aspectos da História, Geografia, Atualidades, Cultura, Cinema, Artes, tecnologia, Economia, e organização política do mundo, do Brasil, de Santa Catarina e do Município. Ciências naturais e meio ambiente.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS INERENTES AOS CARGOS DE ALFABETIZADO/FUNDAMENTAL

AUXILIAR AGENTE DE SERVIÇOS GERAIS

Noções básicas de conservação e manutenção. Noções básicas de higiene e limpeza. Cuidados elementares com o patrimônio. Utilização de materiais e equipamentos. Guarda e armazenagem de materiais e utensílios. Habilidades manuais no desempenho das tarefas: sequência correta das operações; uso correto de ferramentas, utensílios e equipamentos; manutenção e conservação de ferramentas, utensílios e equipamentos; Noções básicas de segurança e higiene do trabalho. Relacionamento humano no trabalho. Importância da disciplina no trabalho. Simbologia dos produtos químicos e de perigo; Noções de operação de maquinas simples para limpeza e conservação do ambiente; Noções de ética e cidadania; Noções de prevenção de acidentes de trabalho e incêndio; Execução de atividades afins, observando se a pratica do dia a dia. Conhecimentos básicos inerentes às atividades do cargo. Conhecimentos sobre cidadania e consciência ecológica. Desenvolvimento sustentável. Cidadania e Participação Social;3R’s (Reduzir, Reutilizar, Reciclar).; Remoção de lixo e detritos, destino e seleção do lixo.; Acidente de trabalho e prevenção de acidentes de trabalho; Noções sobre primeiros socorros; Uso de equipamentos de proteção individual –EPIs; Ergonomia

MOTORISTA

Comportamento: Regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho. Higiene pessoal: lavagem das mãos, asseio corporal, importância no ambiente de trabalho. Prevenção de doenças: alimentação saudável, prática de atividades físicas, vacinações e exames preventivos que devemos e podemos fazer na Rede Pública de Saúde. Medidas para prevenção de acidentes de trabalho. Roupas adequadas para o trabalho. Destinação correta do lixo; manuseio e uso correto de ferramentas, equipamentos e utensílios. EPIs- Equipamentos de proteção individual, quais são, importância, quando devem ser usados. Cuidados no manuseio de energia elétrica; CONHECIMENTOS INERENTES AO CARGO - Legislação e Operação: Código de Trânsito Brasileiro – Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, atualização e Legislação Complementar. Resoluções do CONTRAN. Noções de Manutenção, Conservação e Limpeza das Máquinas e Equipamentos de Trabalho. Princípios de manutenção de veículos. Tipos de óleos lubrificantes. Sistema elétrico. Sistema de

arrefecimento. Conhecimentos básicos de primeiros socorros. Noções básicas de mecânica. Noções básicas de direção defensiva.

ENSINO SUPERIOR COMPLETO

PROVA DE CONHECIMENTOS BÁSICOS – COMUM A TODOS OS CARGOS DE ENSINO SUPERIOR

LÍNGUA PORTUGUESA.

Fonologia e Fonética (1) Classificação e representação dos Fonemas; (2) Encontros vocálicos; (3) Encontros consonantais; (4) Dígrafos; (5) Ortografia e acentuação conforme o Novo Acordo Ortográfico da Língua portuguesa; (6) Emprego do hífen. Morfologia (1) Estrutura das palavras; (2) Formação das palavras e sufixos; (3) Classificação e flexão dos substantivos; artigos; adjetivos, numerais e pronomes; (4) Conjugação verbal; (5) Uso adequado de advérbios, preposições, conjunções e interjeições; (6) Conectivos. Sintaxe (1) Sujeito, predicado e predicativo; (2) Objeto direto, objeto indireto, complemento nominal e agente da passiva; (3) Orações coordenadas; (4) Orações subordinadas; (5) Sinais de pontuação; (6) Concordância nominal; (7) Concordância verbal; (8) Sintaxe de colocação. Semântica (1) Sinônimos e antônimos; (2) Homônimos e parônimos; (3) Denotação e conotação. Estatística (1) Figuras de linguagem; (2) Vícios de linguagem. Interpretação textual (1) Leitura e interpretação de textos narrativos e expositivos. Uso de crase e porquês. Estrutura dos poemas (rimas, estrofes, versos, etc.).

MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO

Números Naturais e sistemas de numeração decimal; números racionais, operações com números naturais: adição, subtração, multiplicação e divisão; Espaço e forma, grandezas e medidas; Expressões numéricas, múltiplos, resolução de problemas, regras de três simples e composta, sistema de numeração decimal e romana; Raízes, proporcionalidade entre seguimentos, semelhança de figuras, números, formas geométricas, medidas de comprimento, ângulos e retas, números primos, medidas de tempo, polígonos, frações, triângulos e quadriláteros, medidas de capacidade, porcentagem, juros simples e compostos, medidas de superfície, gráficos e tabelas, simetria e medidas de massa. Álgebra, trigonometria, geometria, geometria analítica, equações de primeiro e segundo grau, noções de estatística, Sequência, Progressão Aritmética e Progressão Geométrica e Raciocínio Lógico

CONHECIMENTOS GERAIS

Análise de assuntos relevantes e atuais das áreas de política, economia, sociedade, educação, ciência e tecnologia, energia, esporte, turismo, relações internacionais, desenvolvimento sustentável e ecologia, suas inter-relações e suas vinculações históricas. Aspectos da História, Geografia, Atualidades, Cultura, Cinema, Artes, tecnologia, Economia, e organização política do mundo, do Brasil, de Santa Catarina e do Município. Ciências naturais e meio ambiente

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SUPERIOR ÁREA DA EDUCAÇÃO

PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL ANOS INICIAIS

Temas Educacionais Gerais: Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III, Seção I – da Educação, da Cultura e do Desporto; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996); Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90); Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005/2014). Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015). Programa Mais Educação (Decreto nº 7.083/2010); Lei nº 10.639/03 - História e Cultura Afro Brasileira e Africana. 4. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. 5. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) anos iniciais e educação infantil; 6. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Resolução CNE/CP nº 2, de 22/12/2017 – Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Temas Transversais, Interdisciplinaridade. Planejamento e Projeto pedagógico. Metodologia de ensino, Currículo e Didática. O Professor e a prática pedagógica. Teóricos da educação; Teorias da Aprendizagem. Projeto Político Pedagógico; Avaliação da aprendizagem; Planejamento; Processo ensino-aprendizagem; psicologia da educação; Interdisciplinaridade; Temas Gerais de Ensino Fundamental: Sistema de escrita alfabético ortográfica: compreensão e valorização da cultura escrita, apropriação do sistema de escrita, leitura, produção de textos escritos, desenvolvimento da oralidade; Conceitos: língua e ensino da língua, alfabetização, letramento; A infância e sua singularidade na educação básica; Articulação dos conceitos: infância, brincadeira, ludicidade, desenvolvimento e aprendizagem; Avaliação do/no processo de alfabetização e letramento; Gêneros textuais orais e escritos; Conceitos: movimento, tempo, cultura, fontes históricas, espaços, paisagem, sociedade, trabalho, natureza e representação, ambiente, relação entre ser humano e ambiente; Os campos conceituais da Matemática: numéricos, algébricos, geométricos e tratamento da informação. Problemas de aprendizagem, Fatores físicos, psíquicos e sociais, Recreação: Atividades recreativas, Aprendizagem: Leitura/Escrita, Didática: métodos, técnicas, livro didático,

recursos/material didático, Processo Ensino- Aprendizagem: avaliação, recuperação, Planejamento de aula: habilidade objetivos à avaliação, Métodos e processos no ensino da leitura, Desenvolvimento da linguagem oral, escrita, audição e leitura, métodos, técnicas e habilidades, Instrumentos/Atividades Pedagógicas. Currículo Escolar: sentido amplo e especifico, planejamento curricular, interdisciplinaridade, diversidade; Processos de Ensino Aprendizagem: conceituação apropriação e elaboração de conceitos científicos, mediação professor-aluno, plano de aula, procedimentos metodológicos e teoria da atividade; Avaliação da aprendizagem: conceitos e procedimentos; Legislação da educação básica; Alfabetização e letramento.

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL

Temas Educacionais Gerais: Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III, Seção I – da Educação, da Cultura e do Desporto; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996); Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90); Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005/2014). Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015). Programa Mais Educação (Decreto nº 7.083/2010); Lei nº 10.639/03 - História e Cultura Afro Brasileira e Africana. 4. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. 5. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) anos iniciais e educação infantil; 6. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Resolução CNE/CP nº 2, de 22/12/2017 – Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Temas Transversais, Interdisciplinaridade. Planejamento e Projeto pedagógico. Metodologia de ensino, Currículo e Didática. O Professor e a prática pedagógica. Teóricos da educação; Teorias da Aprendizagem. Projeto Político Pedagógico; Avaliação da aprendizagem; Planejamento; Processo ensino-aprendizagem; psicologia da educação; Interdisciplinaridade; Temas Gerais de Ensino Infantil: Tendências e concepções de infância ao longo da história. Currículo da Educação Infantil, plano de aula, procedimentos metodológicos e teoria da atividade; Avaliação da aprendizagem na educação infantil, Problemas de aprendizagem, Fatores físicos, psíquicos e sociais, Recreação: Atividades recreativas; Musicalização Infantil; Conceitos e metodologias de Jogos e brincadeiras. Desenvolvimento da linguagem oral, escrita, audição e leitura, métodos, técnicas e habilidades, Instrumentos/Atividades Pedagógicas, O brincar no espaço educativo; A documentação Pedagógica (planejamento, registro, avaliação); RECNEI. Educação Infantil na perspectiva histórica; O papel social e a função da educação infantil; A organização do tempo e do espaço na educação infantil; O papel do profissional da educação infantil; A documentação Pedagógica (planejamento, registro, avaliação); Princípios que fundamentam a prática na educação infantil: educar e cuidar, dimensões humanas, direitos da criança e relação creche família; As instituições de educação infantil como espaço de produção das culturas infantis; Desenvolvimento Infantil, BNCC para Educação Infantil.

PROFESSOR DE ARTES

Temas Educacionais Gerais: Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III, Seção I – da Educação, da Cultura e do Desporto; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996); Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90); Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005/2014). Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015). Programa Mais Educação (Decreto nº 7.083/2010); Lei nº 10.639/03 - História e Cultura Afro Brasileira e Africana. 4. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. 5. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) anos iniciais e educação infantil; 6. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Resolução CNE/CP nº 2, de 22/12/2017 – Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Temas Transversais, Interdisciplinaridade. Planejamento e Projeto pedagógico. Metodologia de ensino, Currículo e Didática. O Professor e a prática pedagógica. Teóricos da educação; Teorias da Aprendizagem. Projeto Político Pedagógico; Avaliação da aprendizagem; Planejamento; Processo ensino-aprendizagem; psicologia da educação; Interdisciplinaridade; Temas Gerais de Artes: Didática e prática de ensino de Artes: Parâmetros curriculares nacionais (1ª a 4ª série) e (5ª a 8ª série), BNCC para ensino de Artes, Habilidades e competências no ensino de Artes; Conteúdos atitudinais, procedimentais e conceituais em Artes; Proposta curricular de Arte do município e do Estado; As ações do professor e dos alunos; Arte e os Temas Transversais; A história da Arte: características dos movimentos e períodos. Movimentos da Arte e suas produções artísticas. A percepção de qualidades estéticas. O ensino da arte no currículo: legislação e prática. Trabalho por projetos. Folclore: catarinense e nacional. Diversidade cultural no ensino de artes. Arte no ensino fundamental: Objetivos gerais do ensino de Arte; O ensino de Arte no currículo escolar: legislação e prática; Conteúdos de Arte no ensino fundamental; Critérios de avaliação de aprendizagem em Arte. As linguagens artísticas: artes visuais, dança, música e teatro. Artes Visuais: objetivos gerais de aprendizagens, conteúdos e critérios de avaliação de aprendizagem e principais artistas expoentes. Dança: objetivos gerais de aprendizagens, conteúdos e critérios de avaliação de aprendizagem e principais artistas expoentes. Dimensões histórico-sociais da dança e seus aspectos estéticos. Fundamentos da Dança. Música: objetivos gerais de aprendizagens, conteúdos e critérios de avaliação de aprendizagem e principais artistas expoentes. Fundamentais musicais. Educação musical, instrumentos musicais. Estilos musicais nacionais e internacionais. Teatro: objetivos gerais de aprendizagens, conteúdos e critérios de avaliação de aprendizagem e principais artistas expoentes. Fundamentos do Teatro. História do Teatro. Estilos e gêneros teatrais. Modalidades do espaço cênico. Elementos estruturais da linguagem teatral. Teoria Triangular.

PROFESSOR DE CIÊNCIAS

Temas Educacionais Gerais: Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III, Seção I – da Educação, da Cultura e do Desporto; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996); Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90); Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005/2014). Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015). Programa Mais Educação (Decreto nº 7.083/2010); Lei nº 10.639/03 - História e Cultura Afro Brasileira e Africana. 4. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. 5. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) anos iniciais e educação infantil; 6. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Resolução CNE/CP nº 2, de 22/12/2017 – Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Temas Transversais, Interdisciplinaridade. Planejamento e Projeto pedagógico. Metodologia de ensino, Currículo e Didática. O Professor e a prática pedagógica. Teóricos da educação; Teorias da Aprendizagem. Projeto Político Pedagógico; Avaliação da aprendizagem; Planejamento; Processo ensino-aprendizagem; psicologia da educação; Interdisciplinaridade; Temas Gerais de Ensino de Ciências: Níveis de organização dos seres vivos; relações ecológicas entre os seres vivos; fatores abióticos no ecossistema; cadeia alimentar; biodiversidade catarinense; interferência humana nos ciclos vitais do ecossistema: desmatamento; uso de agrotóxicos, lançamento de resíduos (água, solo), exploração inadequada do solo; Poluição (atmosférica, das águas, do solo); chuva ácida; efeito estufa; camada de ozônio e mudanças climáticas; a água – ciclo da água, propriedades da água, consumo e escassez; o solo – composição do solo e agentes de transformação do solo; atmosfera; fluxo de energia no ambiente; classificação dos reinos dos seres vivos (características gerais e classificação); fisiologia e anatomia dos sistemas biológicos humanos (digestão, respiração, circulação, excreção, nervoso, endócrino, órgãos dos sentidos, ósseo-muscular e imunológico; Reprodução e hereditariedade, clonagem e transgênicos. Temas da sexualidade: mudanças corporais e comportamento social – puberdade e adolescência, métodos contraceptivos, gravidez na adolescência, doenças sexualmente transmissíveis e AIDS, funcionamento órgãos reprodutores. Química: propriedades gerais da matéria; estrutura atômica; elementos químicos e tabela periódica; substâncias e misturas; ligações químicas e funções químicas. Física: Cinemática; leis de Newton; calorimetria; eletromagnetismo (conceito); ondulatória (conceito) e óptica. BNCC e Parâmetros Curriculares do Ensino de Ciências.

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Temas Educacionais Gerais: Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III, Seção I – da Educação, da Cultura e do Desporto; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996); Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90); Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005/2014). Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015). Programa Mais Educação (Decreto nº 7.083/2010); Lei nº 10.639/03 - História e Cultura Afro Brasileira e Africana. 4. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. 5. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) anos iniciais e educação infantil; 6. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Resolução CNE/CP nº 2, de 22/12/2017 – Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Temas Transversais, Interdisciplinaridade. Planejamento e Projeto pedagógico. Metodologia de ensino, Currículo e Didática. O Professor e a prática pedagógica. Teóricos da educação; Teorias da Aprendizagem. Projeto Político Pedagógico; Avaliação da aprendizagem; Planejamento; Processo ensino-aprendizagem; psicologia da educação; Interdisciplinaridade; Temas Gerais de Educação Física Escolar: Educação Física na Educação Infantil e Ensino Fundamental; Didática Geral e da Educação Física; Metodologia para o ensino da Educação Física; Fundamentos da Educação; Filosofia e Sociologia da Educação Física; Educação Física Escolar e Cidadania; Atividades Rítmicas na Escola; Organização e Administração de Eventos Escolares; Educação para Saúde; Biologia do Esporte; Anatomia Humana; Fisiologia Humana; Fisiologia do Exercício; Biomecânica; Qualidades Físicas na Educação Física; Prevenção de Acidentes e Socorros de Urgência; Cineantropometria; Desenvolvimento Motor e Aprendizagem Motora; Psicologia do Desenvolvimento e do Esporte; Pedagogia do Exercício e do Esporte; Fundamentos da Ginástica e da Musculação; Iniciação Esportiva; Esporte e Jogos na Escola: competição, cooperação e transformação didático-pedagógica; Educação Física Adaptada; Recreação, Jogos e Lazer; Educação Física Escolar e Qualidade de Vida; Planejamento Curricular; Administração Escolar; Políticas Públicas em Educação Física; Ética e Deontologia da Educação Física; Diretrizes e Parâmetros Curriculares Nacionais para a Educação Física; Legislação Esportiva e Profissional; Atualidades e Tópicos Especiais em Educação Física. BNCC para Educação Física

PROFESSOR DE GEOGRAFIA

Temas Educacionais Gerais: Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III, Seção I – da Educação, da Cultura e do Desporto; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996); Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90); Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005/2014). Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015). Programa Mais Educação (Decreto nº 7.083/2010); Lei nº 10.639/03 - História e Cultura Afro Brasileira e Africana. 4. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. 5. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) anos iniciais e educação infantil; 6. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Resolução CNE/CP nº 2, de 22/12/2017 – Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Temas Transversais, Interdisciplinaridade. Planejamento e Projeto pedagógico. Metodologia de ensino, Currículo e Didática. O Professor e a prática pedagógica. Teóricos da

educação; Teorias da Aprendizagem. Projeto Político Pedagógico; Avaliação da aprendizagem; Planejamento; Processo ensino-aprendizagem; psicologia da educação; Interdisciplinaridade; Temas Gerais de Geografia: HISTÓRIA DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO: As correntes da produção científica na produção geográfica; as correntes do pensamento na produção geográfica brasileira; Geografia escolar e geografia acadêmica. DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO DE GEOGRAFIA; Parâmetros curriculares nacionais (1ª a 4ª série) e (5ª a 8ª série), Habilidades e competências no ensino de Geografia; Conteúdos atitudinais, procedimentais e conceituais em Geografia; Geografia e os Temas Transversais; O "Optimum climático" e a "Pequena Idade do Gelo"; Aplicações da fotointerpretação; O cosmos de Humboldt; Teoria de Gaia de James E. Lovelock; "A Geografia serve, em primeiro lugar, para fazer a guerra" de Yves Lacoste; Geographia de Estrabão. GEOGRAFIA: Definição; Etimologia; História; Surgimento da Geografia moderna; Geografia no Brasil; Ontologia; Epistemologia; Princípios básicos; Localização; Descrição dos lugares; Relações espaciais; A importância da Geografia; Curiosidade da Terra; Métodos da geografia; Técnicas geográficas; Sistema de Informações Geográficas; A didática e a metodologia do ensino da Geografia; O cosmos; Sistema Solar; Galáxias; Constelações; A Terra; CLIMATOLOGIA: Atmosfera terrestre; Principais elementos do clima; Principais meteoros; Principais fatores do clima; Circulação de ar na atmosfera; As massas de ar; Classificações climáticas; Caracterização climática da Terra; Caracterização climática do Brasil; Efeito estufa; Inversão térmica; El ninho e La ninha; Oscilações e variações climáticas; Estrutura meteorológica; As mudanças climáticas e suas várias escalas; Mudança e variabilidade climática: discussão sobre as diferenças e analogias. HIDROGEOGRAFIA: A água na natureza; Ciclo hidrológico; Bacia hidrográfica; Precipitação; Interceptação; Evaporação e evapotranspiração; Infiltração e águas subterrâneas; Escoamento superficial; Aspectos da qualidade das águas; Gestão de bacias e gerenciamento de recursos hídricos. GEOMORFOLOGIA: Estruturas terrestres; Processos exógenos; Zonas morfoclimáticas e relevo; Geomorfologia fluvial; Estruturas e relevos derivados; Geomorfologia litorânea; Geomorfologia do Brasil; Cartografia geomorfológica. Os processos geomórficos; tratamento do quadro geomorfológico brasileiro. GEOPOLITICA: Espaço Geográfico; Globalização; A Revolução tecno científica; os meios de transporte; Comércio mundial; Blocos e grupos econômicos; Atividades econômicas; as regiões metropolitanas; Aspectos das regiões brasileiras; Fusos horários; Divisões políticas e territoriais dos continentes, fronteiras, recursos naturais e humanos. Formas de governo; Tratados, convenções, pactos, protocolos e acordos internacionais; Sistemas monetários; fronteiras ao longo dos tempos; Dados socias. CARTOGAFIA: Histórico da Cartografia. Classificação da Cartografia. Forma e dimensões da Terra. Rede Cartográfica. Fusos Horários. Escala. Projeções Cartográficas. Planimetria e altimetria. Leitura e interpretação de mapas planialtimétricos. Cálculo de área. GEOGRAFIA HUMANA: População; Demografia; Distribuição da população no tempo e no espaço. As grandes civilizações mundiais. População brasileira. Dinâmica da população. Políticas demográficas. Problemas demográficos do Brasil. Os fluxos migratórios no Brasil e no mundo; Tipos de Migrações; Economia; meio-ambiente; indústria; tecnologia; turismo; agropecuária; conflitos; atividades sociais, políticas e culturais; A Organização das Nações Unidas - Agências especializadas, Fundos e Programas; IDH. BNCC para Geografia.

PROFESSOR DE HITÓRIA

Temas Educacionais Gerais: Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III, Seção I – da Educação, da Cultura e do Desporto; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996); Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90); Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005/2014). Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015). Programa Mais Educação (Decreto nº 7.083/2010); Lei nº 10.639/03 - História e Cultura Afro Brasileira e Africana. 4. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. 5. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) anos iniciais e educação infantil; 6. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Resolução CNE/CP nº 2, de 22/12/2017 – Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Temas Transversais, Interdisciplinaridade. Planejamento e Projeto pedagógico. Metodologia de ensino, Currículo e Didática. O Professor e a prática pedagógica. Teóricos da educação; Teorias da Aprendizagem. Projeto Político Pedagógico; Avaliação da aprendizagem; Planejamento; Processo ensino-aprendizagem; psicologia da educação; Interdisciplinaridade; Temas Gerais de História: Grécia e Roma Antiga. As Civilizações do Antigo Oriente: Hebreus, Fenícios e Persas. As Civilizações Mesopotâmicas: Sumérios, Acádios, Assírios, Amorritas e Caldeus. Escravismo na Antiguidade. O feudalismo. A Expansão Marítimo-comercial. Colonização européia na América. Brasil e o Sistema Colonial. O escravismo no Brasil. O Fim do Antigo Sistema Colonial na América espanhola e portuguesa. As revoluções americanas e francesa. A Revolução Industrial. O Imperialismo e o neocolonialismo. A Primeira Guerra Mundial. A crise de 1929. As Revoluções Socialistas na URSS, África e América Latina. Nazismo e Fascismo. A Segunda Guerra Mundial. O populismo na América Latina. A Guerra Fria. A descolonização da Ásia e da África. A globalização e o neoliberalismo. BRASIL: Períodos Pré-Colonizador, Colonial, Imperial, República Velha, A Era Vargas, República Democrática (1946 a 1964), O Regime Militar (1964 a 1985) e a Redemocratização (A República de 1985 aos dias atuais). Os regimes militares na América Latina. Os Blocos e/ou Acordos Econômicos no Mundo. Atualidades: Econômicas, Sociais, Políticas, Culturais e Religiosas.BNCC para ensino de História.

PROFESSOR DE INGLÊS

Temas Educacionais Gerais: Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III, Seção I – da Educação, da Cultura e do Desporto; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996); Estatuto da Criança e do Adolescente

(Lei n° 8.069/90); Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005/2014). Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015). Programa Mais Educação (Decreto nº 7.083/2010); Lei nº 10.639/03 - História e Cultura Afro Brasileira e Africana. 4. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. 5. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) anos iniciais e educação infantil; 6. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Resolução CNE/CP nº 2, de 22/12/2017 – Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Temas Transversais, Interdisciplinariedade. Planejamento e Projeto pedagógico. Metodologia de ensino, Currículo e Didática. O Professor e a prática pedagógica. Teóricos da educação; Teorias da Aprendizagem. Projeto Político Pedagógico; Avaliação da aprendizagem; Planejamento; Processo ensino-aprendizagem; psicologia da educação; Interdisciplinaridade; Temas Gerais de Ensino de Inglês:Compreensãoeanalisedetextosmodernos;Artigos;substantivos(gênero,número,casogenitivo,composto“countable”e“uncountable”);Pronomes(pessoaisretoseoblíquos,reflexivos,relativos);Adjetivosepronomespossessivos,interrogativos,indefinidos,demonstrativos;Adjetivoseadvérbio(ênfasenasformascomparativasesuperlativas);preposições;Verbos(tempos,formasemodos:regulares,irregulares,“nonfinites”,modais;formas:afirmativa,negativa,interrogativaeimperativa;formacausativade“have”,“questiontags”)“Phrasalverbs”(maisusados);Numerais;Discursodiretoeindireto;gruposnominais;Períodossimplesecompostosporcoordenaçãoesubordinação(usodemarcadoresdediscurso);Aspectosmetodológicosteóricosepráticosligadosàabordagemdoensinoaprendizagemdalínguainglesa.BNCCeparâmetroscurricularesparalínguaestrangeira.

PROFESSOR DE LÍNGUA PORTUGUESA

Temas Educacionais Gerais: Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III, Seção I – da Educação, da Cultura e do Desporto; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996); Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90); Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005/2014). Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015). Programa Mais Educação (Decreto nº 7.083/2010); Lei nº 10.639/03 - História e Cultura Afro Brasileira e Africana. 4. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. 5. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) anos iniciais e educação infantil; 6. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Resolução CNE/CP nº 2, de 22/12/2017 – Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Temas Transversais, Interdisciplinaridade. Planejamento e Projeto pedagógico. Metodologia de ensino, Currículo e Didática. O Professor e a prática pedagógica. Teóricos da educação; Teorias da Aprendizagem. Projeto Político Pedagógico; Avaliação da aprendizagem; Planejamento; Processo ensino-aprendizagem; psicologia da educação; Interdisciplinaridade; Temas Gerais de Ensino de Língua Portuguesa: Aprendizagem da língua materna: estrutura, uso e funções. Ensino e aprendizagem da gramática normativa. Linguagem: uso, funções, análise. Língua falada e escrita. Variações linguísticas. O texto: tipologia textual. Intertextualidade. Coesão e coerência textuais. O texto e a prática de análise linguística. Leitura e produção de textos. Literatura brasileira. Fonologia. Estrutura e formação das palavras. Morfologia e Morfossintaxe. Sintaxe. Semântica. Acentuação gráfica. Crase.

Concordância Nominal e Verbal. Regência Nominal e Verbal. Pontuação. Tipologia textual. Gênero textual. Interpretação e compreensão de texto. Ortografia. Coexistência das regras ortográficas atuais - em vigor desde janeiro de 2009, com as antigas. Funções da Linguagem. BNCC e parâmetros curriculares para Ensino de Língua Portuguesa.

PROFESSOR DE MATEMÁTICA

Temas Educacionais Gerais: Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III, Seção I – da Educação, da Cultura e do Desporto; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996); Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90); Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005/2014). Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015). Programa Mais Educação (Decreto nº 7.083/2010); Lei nº 10.639/03 - História e Cultura Afro Brasileira e Africana. 4. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. 5. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) anos iniciais e educação infantil; 6. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Resolução CNE/CP nº 2, de 22/12/2017 – Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Temas Transversais, Interdisciplinaridade. Planejamento e Projeto pedagógico. Metodologia de ensino, Currículo e Didática. O Professor e a prática pedagógica. Teóricos da educação; Teorias da Aprendizagem. Projeto Político Pedagógico; Avaliação da aprendizagem; Planejamento; Processo ensino-aprendizagem; psicologia da educação; Interdisciplinaridade; Temas Gerais de Ensino de Matemática: Aprender e ensinar Matemática no ensino fundamental; O professor e o saber matemático; Aluno e o saber matemático; As relações professor-aluno e aluno-aluno; A resolução de problemas e o ensino-aprendizagem de Matemática; Avaliação em Matemática; Jogos nas aulas de Matemática; O papel do lúdico no ensino da Matemática. Número e suas operações (Número, álgebra, geometria, medidas e estatística); - Sistemas de Medidas: comprimento, área, volume, capacidade, massa, ângulo, tempo; - Regra de Três e proporções; - Cálculos algébricos: produtos notáveis, fatoração de expressões algébricas; - Equações, inequações e sistemas polinomiais de 1º e 2º graus. - Estudo de Funções: 1° e 2° Graus, logarítmica, exponencial, trigonométricas; - Geometria Plana e espacial. Sequências e progressões; - Matrizes e Determinantes; - Sistemas Lineares. - Análise Combinatória; - Matemática Financeira: Juros simples e compostos, juros e funções; - Trigonometria: no triângulo retângulo e triângulos quaisquer; - Geometria Analítica: ponto e reta, circunferência, secções cônicas; - Estatística: termos de uma pesquisa estatística, Representação Gráfica, medidas de

tendência central, medidas de dispersão, testes de significância; - Polinômios e Equações Algébricas; e Noções de limites, derivadas e integral. e conhecimentos específicos comuns a todos os cargos. BNCC e parâmetros curriculares para Ensino de Matemática.

FONOAUDIÓLOGO

TEMAS DE SAÚDE PÚBLICA – LEGISLAÇÃO E SUS – Sistema Único de Saúde e Política Social; Constituição Federal de 1988; Lei Orgânica de Saúde – Lei 8080 de 1990; Lei 8.142 de 1990. Planejamento de saúde e sistema de informação; Participação e controle social e política de saúde; Sistema de saúde pública; Recursos humanos e avaliação em saúde; Educação em saúde e educação popular em saúde; Integralidade da assistência; Interdisciplinaridade; intersetorialidade; transdisciplinaridade; multiprofissionalidade. Sistemas de REDE. PNAB. Sistemas de notificação e vigilância epidemiológica e sanitária. Medidas para avaliação, controle e tratamento das principais endemias e/ou epidemias. Biossegurança. Políticas Públicas de Saúde. Ética e Bioética. Humanização do Atendimento e da Assistência. Estatuto da criança e do adolescente – ECA; Estatuto do Idoso CONHECIMENTOS INERENTES AO CARGO: Desenvolvimento Global da Criança – Desenvolvimento Intrauterino. Desenvolvimento Psicomotor. Fatores que interferem no Desenvolvimento Infantil. Motricidade Orofacial – Anatomia e Fisiologia do Sistema Estomatognático. Desenvolvimento das Funções Estomatognáticas. Transtornos da deglutição em crianças. Alterações Fonoaudiológicas. Avaliação, Diagnóstico, Prognóstico e Tratamento Fonoaudiológico. Linguagem – Anatomofisiologia da Linguagem e Aprendizagem. Aquisição e Desenvolvimento da Linguagem oral e escrita. Linguística: Fonética e Fonologia da Língua Portuguesa Aplicadas à Fonoaudiologia. Transtornos da Linguagem e da Aprendizagem: Conceituação, Classificação e Etiologia. Avaliação e Tratamento Fonoaudiológico nos Transtornos de Linguagem e de Aprendizagem. Voz – Anatomia e Fisiologia da Laringe. Patologias Laríngeas: Conceituação, Classificação e Etiologia. Avaliação, Diagnóstico e Tratamento Fonoaudiológico. Audiologia - Anatomia e Fisiologia da Audição. Noções de Psicoacústica. Audiologia Clínica: Avaliação, Diagnóstico, Prognóstico. Processamento Auditivo Central. Atuação do Fonoaudiólogo. Saúde Pública - Prevenção e Intervenção Precoce. Fonoaudiologia em Instituição: Escola. A Fonoaudiologia na Relação Multidisciplinar: Interpretação de Laudos em Áreas Afins. Normas do Código de Ética do Fonoaudiólogo.

NUTRICIONISTA

TEMAS DE SAÚDE PÚBLICA – LEGISLAÇÃO E SUS – Sistema Único de Saúde e Política Social; Constituição Federal de 1988; Lei Orgânica de Saúde – Lei 8080 de 1990; Lei 8.142 de 1990. Planejamento de saúde e sistema de informação; Participação e controle social e política de saúde; Sistema de saúde pública; Recursos humanos e avaliação em saúde; Educação em saúde e educação popular em saúde; Integralidade da assistência; Interdisciplinaridade; intersetorialidade; transdisciplinaridade; multiprofissionalidade. Sistemas de REDE. PNAB. Sistemas de notificação e vigilância epidemiológica e sanitária. Medidas para avaliação, controle e tratamento das principais endemias e/ou epidemias. Biossegurança. Políticas Públicas de Saúde. Ética e Bioética. Humanização do Atendimento e da Assistência. Estatuto da criança e do adolescente – ECA; Estatuto do Idoso. CONHECIMENTOS INERENTES AO CARGO: Bioética e Legislação do Exercício Profissional. Nutrição Básica: conceito de alimentação e nutrição; nutrientes, definição, propriedades, funções, digestão, absorção, biodisponibilidade, metabolismo, deficiências e fontes alimentares. Planejamento e laboração de cardápios alimentares DRI’s. Nutrição nos ciclos da vida: infância, adolescência, adulto e idoso; alimentação na gestação, da nutris aleitamento materno, composição do leite materno. Guia alimentar para a população brasileira, Guia alimentar para crianças menores de dois anos; Doenças crônicas não transmissíveis. Administração de Serviços de Alimentação. APPCC, POP’s, Implantação no Manual de Boas práticas de Fabricação nos Serviços de Alimentação. Perigos químicos, físicos e biológicos. Nutrição em saúde Pública: Perfil nutricional, consumo alimentar da população brasileira, Avaliação Nutricional, habilidades e competências do nutricionista em saúde coletiva, Política Nacional de alimentação e Nutrição; PNAE, Carências Nutricionais, Código de Ética do Nutricionista, SISVAN e Bolsa família.

PSICÓLOGO

TEMAS DE SAÚDE PÚBLICA – LEGISLAÇÃO E SUS – Sistema Único de Saúde e Política Social; Constituição Federal de 1988; Lei Orgânica de Saúde – Lei 8080 de 1990; Lei 8.142 de 1990. Planejamento de saúde e sistema de informação; Participação e controle social e política de saúde; Sistema de saúde pública; Recursos humanos e avaliação em saúde; Educação em saúde e educação popular em saúde; Integralidade da assistência; Interdisciplinaridade; intersetorialidade; transdisciplinaridade; multiprofissionalidade. Sistemas de REDE. PNAB. Sistemas de notificação e vigilância epidemiológica e sanitária. Medidas para avaliação, controle e tratamento das principais endemias e/ou epidemias. Biossegurança. Políticas Públicas de Saúde. Ética e Bioética. Humanização do Atendimento e da Assistência. Estatuto da criança e do adolescente – ECA; Estatuto do Idoso CONHECIMENTOS INERENTES AO CARGO: Código de Ética Profissional do Psicólogo; Resoluções do Conselho Federal de Psicologia; Abordagens teóricas: cognitiva-comportamental, psicanálise, behaviorismo, gestalt-terapia, teoria sistêmica, humanista; Elaboração de documentos e registros psicológicos; sicopatologias, História da Psicologia; Métodos da Psicologia; Atenção, sensação, percepção, pensamento, memória,

juízo, entre outros; O processo de aprendizagem segundo Piaget; Testes psicológicos; Transtornos de ansiedade, personalidade, humor, entre outros; Psicoterapia de grupo; Psicologia social e escolar; Saúde Mental; A Inteligência; A Motivação e a Aprendizagem; A Personalidade; Etiologia das Deficiências Mentais; Desordens da Personalidade; Deficiências Mentais; Desenvolvimento infantil; Psicoterapia Breve; Sistema de RH: conceitos e objetivos, desenvolvimento organizacional; Recrutamento de RH: conceito e execução; etapas do processo de recrutamento, fontes de recrutamento, previsão de recursos humanos; Seleção de pessoal: conceito, técnicas de seleção, entrevista de seleção, objetivos e tipos de entrevista; Testes de seleção: conceito e espécies; Treinamento de pessoal: conceito, importância e objetivos, levantamento das necessidades de treinamento, planejamento, organização, execução e avaliação do treinamento; Avaliação de desempenho: conceito e objetivos métodos de avaliação de desempenho, entrevistas nas avaliações de desempenho; Psicologia do desenvolvimento físico, cognitivo, afetivo e emocional; Avaliações psicológicas: fundamentos das medidas psicológicas; qualidade de vida no trabalho; Saúde coletiva: políticas de saúde mental; Saúde mental e trabalho; Gestão de pessoas, organização, inteligência emocional, gestão de marketing pessoal e conceito metacompetência.

ANEXO IV

REQUERIMENTO

VagaparaDeficienteFísicoe/ouCondiçãoEspecialparaREALIZAÇÃOdeprovas

Eu_______________________________________,portadordodocumentodeidentidadenº____________________,inscritonoCPFn.º________________residenteedomiciliadoaRua___________________________,nº_______,Bairro______________________,Cidade__________________,Estado______________,CEP:_______________,inscritonoProcessoSeletivo004/2021doMunicípiodeRio do Campo-SC,inscriçãonúmero_______,paraocargode__________________________________________requeraVossaSenhoria:

1–()VagaparaportadoresdeDeficiência

Deficiência:_________________________________________________________________

CIDn°:____________________________________________________________________

NomedoMédico:____________________________________________________________

2)CondiçãoEspecialpararealizaçãodaprova:

a)()Provacomampliaçãodotamanhodafonte

Fontenº_________/Letra_________

b)()SalaEspecial

Especificar:___________________________________________________________________________

c)()IntérpretedeLibras

___________________________________________________________________________

d)()LeituradeProva

___________________________________________________________________________

e)()Amamentação.

NomedoAcompanhante:______________________________________________________

NomedaCriança:____________________________________________________________

DatadeNascimentodaCriança:________________________________________________

f)()OutraNecessidade:

Especificar:___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

NestesTermos.

PedeDeferimento.

________________,______de____________de2021.

__________________________________________

AssinaturadoRequerente

ANEXO V

REQUERIMENTODEISENÇÃODETAXADEINSCRIÇÃO

Eu ______________________________________________________, portador do documento de identidade nº ____________________, inscrito no cargo de _________________________– Inscrição n.º ________________________________ do Processo Seletivo 004/2021 do Município de Rio do Campo - SC residente e domiciliado a Rua ___________________________, nº _______, Bairro ______________________, Cidade __________________, Estado ______________, CEP: _______________ , requer a Vossa Senhoria isenção da taxa de inscrição, visto que comprovadamente me enquadro nas condições de:

[ ] Doador de Sangue (apresentar comprovante das doações.)

[ ] Doador de Medula

Declaro, sob as penas da lei, que estou hipossuficiente ou sou doador de sangue, juntando a presente todos os documentos descritos no edital onde requeiro a isenção da taxa de inscrição.

Nestes Termos.

Pede Deferimento.

_________________, ______ de ____________ de 2021.

(local e data)

_______________________________________

Assinatura do Requerente

Anexo VI

FICHA DE ADMISSÃO DE FUNCIONARIOS

TODOS CAMPOS SÃO DE PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO

Para que ocorra o registro é fundamental que os documentos sejam enviados na sua totalidade, acompanhado desta ficha.

FUNCIONÁRIO:

Nome da mãe: _________________________________________________________________

Nome do Pai:___________________________________________________ Desconhecido

Endereço_____________________________________________________________;Nº:______ Complemento___________________________; Telefone: ______________________

Bairro: _____________________________; Cidade:____________________;CEP: _____________ ;

Celular:_______________________;

E-mail: ___________________________________________ (campo obrigatório, caso não tenha, deve criar)

Nacionalidade___________________________________________;Naturalidade________________

Data de Nascimento: ____/____/_____ Nº CPF:_______________________

Nº RG:_______________________; Órgão :_________; data de emissão RG:_____/_____/_____

Nº titulo eleitor:_____________________________; Zona:______________; Seção:_________

Estado Civil: Solteiro (a) ; Casado (a) ; Divorciado (a) ; Outros;

Nome do Conjugue: ____________________________________Conjugue Trabalha? Sim Não

Filhos / Dependentes: Sim Não Não tem Filhos (para imposto de renda apenas um dos pais pode declarar o filho

como dependente)

Filhos menores de 05 anos: Cópia da certidão de nascimento e carteira de vacinação;

Filhos maiores de 06 anos e menores de 14 anos: cópia certidão de nascimento, frequência escolar e CPF.

Escolaridade: Primário; Ensino Fundamental; Ensino Médio; Superior;

especialização; mestrado; doutorado

Completo? Sim Não

Cor da Pele: Branca Negra Amarela Indígena Parda Outras Não quer informar Nº PIS: ______________________

Nº CTPS:________________;Nº Serie CTPS:___________; Data Emissão CTPS:_____/____/_____

Data de Admissão: ____/_____/______ CARGO:_______________________________________________

Salário: R$______________ Comissionado: Sim Não

Já trabalhou nessa entidade? Sim Não Esta em gozo de Seguro Desemprego : Sim Não

Data do Exame admissional: ___/___/________ obs. Deve ser feito por um médico do trabalho.

Horário de Trabalho: Segunda a sexta feira : das ____:____ às ____:____h e das ____:____às____:____h

Obs:

Declaro que as informações acima prestadas são verdadeiras, e assumo a inteira responsabilidade pelas mesmas.

Assinatura: ___________________

Documentos solicitados para Admissão

01- Exame Médico Admissional comprovando aptidão física e mental para o cargo;

02- Declaração de que não sofreu penalidades;

03- Comprovante de inscrição do PIS/PASEP, junto com a carteira de trabalho se tiver;

04- Certidão de quitação eleitoral emitida por cartórios eleitorais ou através do Site www.tse.jus.br;

05- Declaração de não-acumulação de cargos públicos, inclusive função, cargo ou emprego em autarquias, fundações públicas, empresas públicas, sociedades de economia mista da União, do Distrito Federal, dos Estados, dos Territórios e dos Municípios, bem como do não-recebimento de proventos decorrentes de inatividade em cargos inacumuláveis;

06- Cópia de RG / Cédula de Identidade;

07- Cópia de CPF / CIC;

08- Certidão negativa de antecedentes criminais expedida pelos Foros das Justiças Federal e Estadual dos locais de residência do candidato nos últimos 5 (cinco) anos;

09- Comprovante de escolaridade (Diploma, histórico escolar exigidos para o cargo)

10- Declaração de bens e valores (cópia da declaração de imposto de renda se tiver)

11- Declaração de grau de parentesco (nepotismo)

12- Cópia de Título Eleitoral, comprovante de votação da ultima eleição;

13- Cópia de Comprovante de Endereço;

14 -Cópia de Reservista (para funcionários maiores de 18 anos e do sexo masculino)

15- Cópia de Carteira de Habilitação (para funcionários cuja função seja a de motorista);

16-Cópia de Certidão de Casamento (se casado) ou nascimento (se for solteiro);

17- Se tiver Filhos, trazer certidão de nascimento dos filhos até 21 anos, se forem menores de 05 anos: trazer cópia da certidão de nascimento, CPF e carteira de vacinação; se forem maiores de 06 anos e menores de 14 anos: cópia certidão de nascimento, frequência escolar e CPF;

18- Termo salario família (pra quem tem filhos menores de 14 anos (ou que tenha outra condição para receber esse benefício).

19- Termo de declaração de dependência para abater da base de calculo do IRRF.

20- fazer a consulta da qualificação cadastral acessando site > http://consultacadastral.inss.gov.br/Esocial/pages/index.xhtml, ir no ícone consulta on-line, informar os dados e ir em adicionar, abaixo em consultar e imprimir o resultado (caso tenha pendencias deve ser resolvidas com o órgão competente);

21- Número de conta corrente na Caixa Econômica Federal, Agência de Taió;

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 9 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 28 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 14 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 7 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 26 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 20 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 13 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 6 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 39 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 18 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 1 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 23 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 37 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 22 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 3 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 35 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 33 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 5 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 31 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 17 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 10 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 29 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 15 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 8 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 27 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 21 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 25 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 19 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 12 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 38 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 4 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 36 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 2 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 34 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 32 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 24 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 11 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 30 de 39

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO CAMPO Edital n.º 004/2021 de PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo 004/2021 Prefeitura Municipal de Rio do Campo Página 16 de 39